Últimas notícias

Vencedores do Milhão: Thiago Camilo, 2015

Piloto recuperou-se de acidente horrível na etapa anterior para conquistar, ainda mancando, o seu terceiro milhão de reais

A Corrida do Milhão de 2015 marcou uma das maiores histórias de superação da história da Stock Car. A prova, disputada pela segunda vez seguida em Goiânia, teve o líder do campeonato Marcos Gomes na pole position – o piloto da Cimed se tornaria o campeão daquela temporada.

Mas para falar da Corrida do Milhão de 2015, precisamos voltar à etapa anterior, disputada duas semanas antes em Curitiba (PR). Um acidente na segunda prova do final de semana interrompeu a disputa e levou dois pilotos ao hospital. Em plena reta dos boxes, o carro de Thiago Camilo perdeu potência e ficou lento; Raphael Matos foi o primeiro a bater no carro do piloto da Ipiranga e, em seguida, Felipe Fraga acertou o #21 em cheio em altíssima velocidade em plena reta dos boxes. Camilo e Fraga foram hospitalizados, examinados e liberados sem ferimentos graves.

Thiago teve uma pequena fratura no pé esquerdo e tanto ele como a equipe teriam trabalho nos 15 dias que precediam a disputa milionária: ele, para se recuperar; a equipe, para praticamente reconstruir o carro.

“A gente vinha em um campeonato difícil, e em Curitiba brigávamos pela vitória quando tive um problema no carro e aconteceu tudo aquilo. A equipe trabalhou muito para reconstruir o carro em 15 dias. Eu também tive uma fratura no pé e tive de me recuperar em um espaço bem pequeno pelo menos para o meu pé desinchar para que eu conseguisse calçar a sapatilha para correr. Sorte que era o pé esquerdo; se fosse o direito eu não conseguiria participar da corrida”, recorda.

Camilo teve de usar uma sapatilha de número maior para o pé esquerdo ainda inchado. Mesmo mancando, teve a presença na prova liberada pelo médico por atender aos requisitos de emergência da Stock Car, como o tempo mínimo para saída do carro em caso de incêndio, por exemplo. Neste cenário, o piloto se classificou na 12ª posição para o grid de largada.

Missão difícil? Nem tanto para quem já largou em 21º na Corrida do Milhão e venceu, como em 2012. Thiago fez uma largada espetacular, contornando a primeira curva já na quarta posição. O trabalho de box da equipe também teve parte fundamental ao devolver o piloto na pista em segundo lugar.

“Voltei atrás do Ricardinho Maurício e logo depois ele teve um problema. Assumi a ponta e venci a Corrida do Milhão pela terceira vez”, resumiu. Camilo fez a festa, desceu do carro mancando, saudou a torcida e levou seu terceiro milhão de reais.

Com sua parte do prêmio, o piloto investiu em aplicações e abriu um restaurante em São Paulo. “E agora já temos uma filial em Campinas”, avisa.