Últimas notícias

Suzuki escala, lidera e faz dois top-10

Em etapa movimentadíssima da Stock Car no oeste do Paraná, piloto fez um nono e um sexto lugar, somando 27 pontos

Rafael Suzuki esteve muito próximo de repetir o desempenho demonstrado em 2018 na etapa de Cascavel da Stock Car, quando chegou em décimo na primeira corrida, largou na frente na segunda e terminou no pódio em terceiro. O nono encontro da temporada, neste domingo (20), quase repetiu o mesmo roteiro: o piloto da Hot Car Competições ganhou 11 posições na primeira corrida para cruzar a linha de chegada em décimo; largou na frente, liderou a prova até as paradas obrigatórias de box, e recebeu a bandeirada no sétimo lugar. As vitórias nas provas ficaram com Felipe Fraga e Átila Abreu. Horas após a corrida, em virtude da desclassificação de Felipe Lapenna pelos comissários, Suzuki subiu para nono e sexto nas corridas, respectivamente.

“Foi um domingo muito positivo, porque somamos muitos pontos aqui em Cascavel”, disse Suzuki, que com os resultados deste domingo deixa o Paraná com mais 27 pontos somados aos seus 56 na tabela – e agora vai a 83. “Pela posição em que largamos, fazer dois top-10 é muito bom. A estratégia funcionou bem. Claro que liderar mais da metade da corrida traz aquela expectativa de vitória ou pódio, mas tivemos de ser prudentes na prova 2 ao trocar os pneus que estavam mais gastos. Faz parte do jogo, e o resultado foi muito bom. É algo que vai dar um ânimo novo para as três etapas finais”, afirmou.

Suzuki ganhou o direito de largar da primeira posição na segunda prova ao chegar em décimo na disputa inicial – o regulamento da Stock Car determina a inversão dos dez primeiros colocados da primeira corrida no grid de largada da segunda. Largando bem, o piloto da Hot Car conseguiu abrir distância e chegou a alimentar 3,6 segundos de vantagem na liderança.

Na parada de box, a Hot Car tinha de abastecer com uma boa quantidade de combustível e trocar pneus que estavam bem desgastados, já que na primeira prova – da qual Suzuki largou de 21º - apenas um pneu foi trocado. “Alguns pilotos próximos de nós na pista estavam com uma situação mais favorável em relação à gasolina e pneus. Assim, optamos por uma estratégia mais segura para somar bons pontos – e deu certo graças ao trabalho de todos”, explicou Amadeu Rodrigues, chefe da equipe. Assim, em meio a várias disputas, Suzuki cruzou a linha de chegada na sétima posição – e acabou em sexto logo em seguida.

“O Rafael e os mecânicos fizeram um trabalho fantástico. O carro mostrou um desempenho consistente durante todo o final de semana – foi uma pena não termos conseguido manter a ascendente na classificação -, mas nas corridas conseguimos nos recuperar muito bem”, concluiu o chefe da Hot Car.

A nona etapa da Stock Car acontece no dia 10 de novembro no circuito do Velo Città, em Mogi Guaçu (SP).