Últimas notícias

Shell mira a liderança do campeonato da Stock Car

Átila Abreu também tenta encostar na briga pelos primeiros lugares em fim de semana de três corridas e evento conjunto com a Truck

A Shell volta à disputa da Stock Car neste fim de semana com a realização da quinta e sexta etapas da temporada de 2020, no Autódromo Zilmar Beux, em Cascavel. Mais bem colocado entre os representantes da marca, Ricardo Zonta pode terminar o fim de semana na liderança da pontuação - o paranaense está a apenas cinco pontos do líder.

Quem também pode deixar Cascavel entre os primeiros colocados na classificação geral é Átila Abreu, que vem em sétimo lugar e está em ascensão no campeonato, a 30 pontos do topo da tabela. Galid Osman e Gaetano di Mauro, que vem de seu melhor resultado no ano, brigam para se aproximar do top10 na classificação.

Circuito mais rápido do calendário de 2020, Cascavel é conhecido pelas várias curvas de alta velocidade, sobretudo a Curva do Bacião, no fim da reta dos boxes. Não há freadas fortes, e a posição de largada é considerada muito importante, dada a dificuldade de se ultrapassar.

Outra questão que sempre deixa equipes e pilotos em alerta é a carga lateral a que são submetidos os pneus do lado direito, pois cinco das sete curvas são para a esquerda. Em corridas nos anos anteriores, foram diversos os casos nos quais os pilotos sofreram com pneus furados.

O fim de semana será especial para a Stock Car, que pela primeira vez desde sua temporada de estreia, em 1979, terá um evento conjunto com a Copa Truck. Por isso, a programação será diferenciada, com atividades de pista em apenas dois dias.

No sábado, será realizado apenas um treino livre, ainda pela manhã, com a classificação marcada para as 13h20. A largada para a corrida única do dia será às 16h08. Domingo, haverá outra classificação, às 9h, com mais duas corridas, a primeira às 11h18 e a segunda, com grid invertido no top10, às 12h13.

O canal por assinatura SporTV2 transmite as três corridas do fim de semana ao vivo.

O que eles disseram:

"Cascavel é uma pista que exige bastante do piloto, confiança no equipamento, porque o limite da curva 1 é bem rápido, e o carro tem de copiar os bumps daquela curva. A aderência é muito importante, é um fim de semana que vale muitos pontos. No sábado, temos uma corrida, e no domingo, mais duas. A soma é bastante importante para o campeonato. É importante já chegar com a performance bastante boa e aproveitar o tempo, são só dois treinos para evoluir o carro e tentar ter o melhor desempenho possível. Além disso, está bastante calor lá.”

Ricardo Zonta, piloto do carro #10 da equipe Shell RCM


"É uma pista que gosto muito, sempre tenho bons resultados, com vitórias nos últimos anos. É a pista mais rápida da Stock Car, com a maior média de velocidade no ano. Estou bem curioso para entender o carro com essa aerodinâmica, mais solto, como vai ser a pilotagem. Basicamente, Cascavel é feito de curvas de alta, e o carro fica bem solto. É uma pista bem ondulada, deve ser bem manhoso para acertar e pilotar. Estamos na expectativa de que os carros sejam equalizados, os motores foram para o dinamômetro para, com uma borboleta menor, ter menos potência até o fim do ano, já que as temperaturas estão muito altas. É uma ideia para reduzir a temperatura, espero que fique mais equalizado, e que consigamos estar mais competitivos. Vamos continuar trabalhando para ser o melhor Chevrolet, estamos numa evolução etapa após etapa, é continuar esse trabalho para subir ao pódio e comemorar bons resultados. Tive uma velocidade grande lá nos últimos anos, e isso conta a favor. É colocar tudo isso em prática, e que a etapa me credencie a subir no campeonato e diminuir a diferença para o líder."

Átila Abreu, piloto do carro #51 da equipe Shell V-Power Crown Racing

“Estou animado, torcendo para a diferença entre os Toyotas e Chevrolets ser menor do que nas outras etapas. É uma pista com bastante subidas e decidas, e é nessas horas que percebemos as dificuldades. A equipe está trabalhando bem para colocar os quatro carros na frente, precisamos melhorar as classificações, mas vamos para a frente.”

Galid Osman, piloto do carro #28 da equipe Shell V-Power Crown Racing

“Ainda estamos buscando o melhor acerto para o carro novo, vamos tentar coisas diferentes para essa etapa e tentar buscar alguma melhora e dê um resultado positivo. Cascavel é uma pista que tem um desgaste de pneu tão alto como a de Londrina, será preciso se preparar bem para andar bem as duas corridas, não só uma. Vamos ver qual é o melhor resultado que conseguimos tirar, mas é olhar para frente em busca do nosso pódio.”

Gaetano di Mauro, piloto do carro #11 da equipe Shell Vogel Motorsports