Últimas notícias

Quando vencer não é o mais importante

Revelação da temporada, Bruno Baptista e Hero escreveram seus nomes na história da Stock Car

A missão do piloto Bruno Baptista de ser o mais jovem entre os top 10 do Campeonato Brasileiro de Stock Car acabou dando certo hoje (domingo), no autódromo de Interlagos, onde foi realizada a última etapa da temporada. Isso mesmo depois de largar em 21º do grid e ainda não ter conseguido escapar de uma batida provocada por pilotos que disputavam as primeiras posições logo nas primeiras voltas.

Depois de cair para o último lugar entre os pilotos que permaneciam na pista, Bruno terminou em 15º lugar, o que foi suficiente para finalizar a temporada entre os 10 primeiros. Além de ser o mais jovem entre os top 10 da temporada, onde seis deles já chegaram ao título e um dos que não chegou foi o “quase campeão” Thiago Camilo, Bruno atingiu seu maior objetivo num campeonato onde chegou a sua aproximada 40ª corrida na categoria contra mais de 200 da maioria dos pilotos que se classificaram entre os 15 primeiros deste campeonato.

“Infelizmente, não deu pra desviar de vários carros que se acidentaram na minha frente e também acabei rodando. Perdi um tempo precioso, de quase 20 segundos, caindo para último na pista e, mesmo com uma boa recuperação, só consegui chegar no 15º lugar. Felizmente, fiquei em décimo no campeonato, mas não foi com aquele gosto de um bom resultado para agradar a todos os patrocinadores e, principalmente, a Hero, que reconheceu todo o meu esforço nesta temporada e voltou a me patrocinar nesta última corrida do ano”, afirmou o jovem Bruno Baptista.

Na realidade, como maior revelação do ano da Stock Car, Bruno Baptista foi surpreendido ontem (sábado, 14/12), em Interlagos, com o retorno do patrocínio da Hero no capô dianteiro de seu Stock número 44. Sem o piloto saber, a empresa especializada na tecnologia de segurança digital adesivou o carro no box na sexta-feira, à noite, reconhecendo o bom trabalho que Bruno fez em todas as provas da temporada, onde passou a ser também o quarto piloto mais novo a vencer uma corrida de Stock nos seus 40 anos de existência, com apenas 22 anos de idade.

O único do time que sabia desta inédita ação da Hero foi o chefe de equipe Nonô Figueiredo e ele explica outro motivo importante para isto ter acontecido.

“Mesmo sendo um dos principais destaques da temporada passada, quando foi representada pelo Lucas Di Grassi e o Bruno Baptista, a equipe Hero teve que sair da Stock neste ano. Porém, o que também influenciou os diretores da importante empresa de TI a tomar esta iniciativa, em favor do Bruno, foi o fato dele, mesmo sem o patrocínio, usar em todas as provas do Brasileiro de Stock Car 2019 o mesmo capacete com o logo e cores da Hero da temporada passada”, revelou Nonô Figueiredo.

Assim, mesmo não conseguindo um resultado tão expressivo nesta etapa decisiva de hoje, a união e o reconhecimento mútuo da Hero e Bruno Batptista vão ficar marcados também em toda a história da Stock Car, a principal categoria do automobilismo brasileiro. Foi uma etapa que será inesquecível para todos os envolvidos. Muito mais pelo forte carinho entre patrocinador e piloto do que até o título de Bruno ter sido o mais jovem entre os top 10 desta difícil temporada de Stock. Este é o verdadeiro sentido do esporte.

Jornalista Responsável: Charles Marzanasco Filho, Mtb 12079, celular (11) 98174-9634 [email protected]