Últimas notícias

Pontos não vêm, mas pilotos seguem confiantes

Ricardo Sperafico fica perto dos pontos. Rafael Suzuki força ritmo, mas também não pontua no Velo Città

Duas corridas bastante movimentadas marcaram neste domingo (dia 23) a disputa da nona etapa da Stock Car no autódromo Velo Città, em Mogi Guaçu (SP). Com forte calor, Felipe Fraga garantiu a vitória na corrida 1 e Átila Abreu venceu a prova 2. Com dois segundos lugares, Daniel Serra manteve a liderança do campeonato, agora com 234 pontos.

Na equipe Bardahl Hot Car Competições, os resultados não foram os esperados e Rafael Suzuki e Ricardo Sperafico ficaram fora da zona de pontos. Na corrida 1, Suzuki saiu em 18º e conseguiu ganhar posições na largada, até receber um toque, que prejudicou o desempenho do Stock #8. Sem pontuar, a equipe priorizou a corrida 2, mas na tentativa de chegar mais à frente, na última volta, o piloto – que estava em 12º lugar - acabou saindo da pista e ficou em 21º na última disputa do dia.

Ricardo Sperafico, que voltou à principal categoria do automobilismo nacional, ficou perto da zona de pontos na corrida 1, finalizando em 16º, depois de largar em 28º. Na corrida 2, o piloto completou em 19º.

Foi a primeira vez que o experiente piloto correu neste formato de rodada dupla da Stock Car, já que o paranaense não disputa uma temporada completa desde 2013. Também foi sua estreia no traçado de 3.438 metros do Velo Città.

“Deu pra sentir como o pessoal está andando, o ritmo, entender todo o sistema das duas baterias. Não conseguimos pontos, mas deu pra brigar e não ficar distante. E estou feliz por ter escapado de acidentes e terminar as duas corridas”, comentou o piloto do Stock #20.

“Agora, vamos trabalhar para melhorar para as próximas etapas. Estou confiante para Londrina”, completou Sperafico, que já havia corrido duas provas no time de Amadeu Rodrigues em 2010.

Para Suzuki, que vinha de um pódio na etapa passada, os resultados ficaram longe do esperado. “Foi uma etapa movimentada. Na primeira corrida, eu larguei bem, ganhei umas duas posições. Mas, quando o Cesar Ramos rodou no miolo da pista, ele estava bem na minha frente e eu tive de frear. Alguém bateu em mim e meu carro deu uma ‘entortada’, porque foi um toque na minha roda”, contou.

“O carro não era tão rápido, mas tentamos arriscar na estratégia. Também acabei deixando o carro morrer no pit, então a equipe priorizou a corrida 2. Infelizmente, não deu para recuperar bem, principalmente da posição em que a gente estava largando. Era possível fazer alguns pontinhos, mas acho que abusei, estava difícil manter um ritmo forte. Passou longe do que nós almejávamos, principalmente depois de Cascavel, mas temos mais um mês para analisar e trabalhar para voltar melhor na próxima”, completou Suzuki.

Além de um pódio, o paulista tem mais quatro Top-10 e cinco Top-15 na temporada 2018. Ele está em 15º lugar no campeonato.

A próxima etapa da Stock Car acontecerá no dia 21 de outubro em Londrina (PR).

Informações sobre a equipe Hot Car e patrocinadores, acesse:
www.hotcarcompeticoes.com.br
www.facebook.com/hotcarcompeticoes
www.twitter.com/hot_car
instagram.com/hotcarcompeticoes

Mais informações para a imprensa:

Promax Bardahl
Fernanda Gonçalves
+55(11) 4898-8611
+55 (11) 98245-4511
fernanda.goncalves@promax.bardahl.com.br
www.lojabardahl.com.br
www.facebook.com/BardahlBR