Últimas notícias

Em casa, Ricardo Zonta espera retomar liderança

Em Curitiba, Galid Osman conquistou primeira pole position e foi ao pódio e Átila segue busca por performance.

A Shell entra na reta final do campeonato da Stock Car neste fim de semana, com a realização da oitava e nona etapas da temporada de 2020, em Curitiba. O fim de semana terá três corridas, sendo uma pela oitava etapa, no sábado, e duas pela nona etapa, domingo. Com isso, 84 pontos estarão em jogo na rodada tripla, 30 para o vencedor da prova de sábado, 30 para o ganhador da primeira corrida de domingo e 24 para quem faturar a segunda.

Vice-líder da classificação geral, Ricardo Zonta corre na sua cidade natal. É também a casa da equipe RCM, cuja sede fica muito próxima do autódromo. O paranaense é o único piloto do grid que já venceu mais de uma vez na temporada, na abertura, em Goiânia, e na prestigiada Corrida do Milhão, em Interlagos. Aplicados os três descartes obrigatórios, Zonta está a apenas dois pontos do líder.

Na última vez em que correu na pista, com um Mercedes no Brasileiro de Endurance, Ricardo ganhou na categoria GT3. No mesmo evento, Átila Abreu também venceu pela classe GT4. O sorocabano é um dos mais regulares da Stock em 2020, tendo pontuado em dez das 11 provas. Em Curitiba, o piloto do carro #51 tem duas poles e duas vitórias (2012 e 2013) e obteve lá o vice-campeonato de 2014.

Já Galid Osman, que correu no último fim de semana como convidado na Sprint Race e foi quinto colocado, obteve em Curitiba suas primeiras pole (2015) e pódio (2014) na Stock.

Um dos principais palcos do esporte a motor no Brasil, o autódromo de Curitiba não recebe a Stock Car desde o começo da temporada de 2018. O traçado de 3.695 metros é composto por uma grande reta, uma chicane, uma reta oposta, curvas de média velocidade, um "S" de alta e a veloz curva de acesso ao retão dos boxes.

A agitada programação do fim de semana começa com dois treinamentos livres na sexta-feira. O sábado estará reservado para a classificação e a corrida válida pela oitava etapa. No domingo, mais uma classificação e duas provas pela nona etapa da competição - depois deste fim de semana, restarão para o fim da temporada apenas quatro corridas em dois fins de semana.

O canal por assinatura SporTV2 transmite as duas sessões de classificação e as três corridas da programação.

O que eles disseram:


"Numa corrida em casa, a pressão é sempre maior. Gosto bastante dessa pista, e a equipe RCM sempre teve bons resultados lá. Vamos em busca dessa liderança do campeonato."
Ricardo Zonta, piloto do carro # 10 na equipe Shell V-Power RCM

"Será um fim de semana bem importante, com três corridas. Há muitos pontos em jogo, com uma corrida no sábado e duas no domingo, um formato de classificação um pouco diferente, já que você tem de fazer um carro na classificação e correr com ele. Temos de trabalhar de uma outra maneira. Faz tempo que não corremos em Curitiba pela Stock Car, então, com esse carro novo, será importante usar os dois treinos para colher o máximo de informações. Algumas equipes treinaram na pré-temporada em Curitiba, então esses times já têm alguns dados e já saem um pouquinho na frente. Mas todo mundo evoluiu bastante o carro desde o começo do ano até aqui. Continuamos em busca da performance. Na última etapa, testamos algumas coisas, e isso nos deu base para trabalhar um pouco mais para Curitiba e buscar um novo conceito. Estamos procurando essa velocidade que ainda não apareceu, trabalhamos bastante entre a última corrida e essa para tentar dar um 'up' no carro e poder estar mais competitivo para brigar pelo pódio, e automaticamente crescer na tabela. Já estamos entrando na reta final, então é importante sair de Curitiba com bons pontos e voltar ao pódio, esse é o foco."
Átila Abreu, piloto do carro #51 na equipe Shell V-Power Crown Racing

"Estou muito feliz de voltar a andar em Curitiba, é uma pista na qual sempre me dei muito bem. Minha primeira pole na categoria foi lá, em 2015, tenho pódios na Stock Car nessa pista. Estou bastante esperançoso. Acredito que será uma pista um pouco mais difícil para os carros da Chevrolet em relação aos da Toyota numa comparação com o Velocitta, porque é um circuito com mais retas e curvas de alta, mas é importante tentarmos fazer um bom trabalho e tentar evoluir. Quanto à Sprint Race, foi uma experiência muito legal, um carro muito bacana de guiar. Fui rápido em todos os momentos, fiz a pole na categoria. Infelizmente tivemos um problema na corrida, e espero voltar mais vezes."
Galid Osman, piloto do carro #28 na equipe Shell Helix Vogel Motorsports