Últimas notícias

Cabo de vela derrete esperanças de Camilo

Piloto abandonou a corrida na nona volta depois que cabo de vela de seu carro derreteu

As esperanças de Thiago Camilo conquistar seu primeiro título acabaram na nona volta da Grande Final da Stock Car disputada nesse domingo em Interlagos. Um cabo de vela derretido fez o motor do Toyota número 21 parar e o piloto recolheu o carro ao box da Ipiranga Racing. Camilo chegou à última corrida da temporada 2020 como líder, com vantagem mínima sobre Daniel Serra e Ricardo Maurício, da Eurofarma RC. Outros oito pilotos brigavam pelo título com menores chances. No sábado, Camilo teve um problema de câmbio e se classificou em 17º no grid, enquanto Maurício fez a pole position.

Na corrida, enquanto o adversário se mantinha na ponta, Camilo vinha escalando o pelotão e estava em 14º quando o motor começou a perder rendimento.

“O carro vinha rendendo muito bem, e apesar da situação adversa eu estava pronto para brigar até a bandeirada final”, resumiu. Segundo Andreas Mattheis, chefe da Ipiranga Racing, o escapamento dos novos carros da Stock Car provoca um aquecimento extremo do motor, o que levou o cabo de vela a derreter.

Cesar Ramos, que esteou esse ano na Ipiranga Racing, largou em terceiro e chegou em segundo, mas foi punido em cinco segundos por atitude antidesportiva sobre Ricardo Zonta e acabou em quinto.

“Cheguei na Ipiranga Racing como substituto temporário (de Bia Figueiredo, que estava grávida), fiz a temporada inteira e com resultados muito acima das expectativas. Para mim era um sonho e um desafio correr numa equipe de ponta como a do Andreas Mattheis, com um companheiro ultra competitivo e experiente como o Thiago, e consegui não somente realizar o sonho como vencer o desafio", disse o piloto do carro #30.