Últimas notícias

Vencedores do Milhão: Thiago Camilo, 2012

Primeiro piloto a vencer duas vezes a milionária corrida, Camilo confirmou vitória na linha de chegada

A quarta edição da Corrida do Milhão fechou o campeonato de 2012, novamente no autódromo de Interlagos. Então, além do milhão de reais, a corrida também valia o título, este em disputa, principalmente, entre Cacá Bueno, Ricardo Maurício, Átila Abreu e Daniel Serra. A prova teve duas presenças ilustres, como convidados, no grid: Rubens Barrichello, correndo pela Full Time, e Tony Kanaan, pela Bassani Racing.

E a prova teve um resultado dos mais improváveis, já que a vitória ficou com um piloto que partiu da 21ª posição do grid. Justamente o número 21, de Thiago Camilo, que conquistou sua segunda vitória consecutiva na Corrida do Milhão. O vencedor contou com uma estratégia arriscada e três intervenções do carro de segurança – além do azar de Cacá Bueno – para faturar um milhão de reais pela segunda vez seguida.

“A segunda vitória foi um pouco atípica: não é normal acontecer o que aconteceu. Estávamos bem nos treinos, mas tive um problema de motor na classificação e por isso larguei da 21ª posição. Se já era difícil largando em sétimo, como no ano anterior, imagina em 21º. A gente tinha de fazer alguma coisa diferente para tentar vencer e me lembro que conversamos muito na equipe sobre as alternativas e optamos por jogar todas as fichas no safety car”, explicou.

O pit stop obrigatório foi cumprido já na primeira volta da corrida. E aí a sorte começou a sorrir com a primeira entrada do carro de segurança na pista. A partir dali, entre paradas dos adversários e ultrapassagens, Camilo foi escalando o pelotão.

Thiago abriu a última volta na terceira posição, atrás de Cacá Bueno e Nonô Figueiredo, que parou sem combustível no giro final e deu o segundo lugar a Camilo. Cacá fazia a última curva com o título e o milhão na mão.

Mas corridas são corridas, e elas só terminam na bandeira quadriculada. Cacá ficou sem combustível a metros da linha de chegada e foi ultrapassado por Thiago Camilo e Ricardo Maurício. Thiago, assim, só liderou a corrida por poucos metros. Os mais importantes metros.

“Passei o Cacá a 50 metros da bandeirada. Foi uma vitória muito especial por todo o cenário que a envolveu e por tudo o que aconteceu”, lembrou Thiago, que usou parte do dinheiro da premiação para reformar a casa dos pais no litoral. “A gente lutou até o fim e ficou uma lição: para quem quer, tudo é possível”, filosofou na ocasião.

Cacá ainda terminou em terceiro e conquistou o pentacampeonato da Stock Car.