Thiago Camilo destaca importância da pole em prova curta

Líder do campeonato, piloto da Ipiranga Mattheis ficou entre os cinco primeiros no primeiro treino livre da Stock Car em Curitiba

Em oito edições da Corrida do Milhão, apenas uma vez o vencedor largou da pole position: Rubens Barrichello em 2014, em Goiânia. Thiago Camilo largou em 7º em 2011, 20º em 2012 e 12º em 2015, em suas três vitórias na prova mais importante da Stock Car.

Esse ano, contudo, Curitiba deve assistir à Corrida do Milhão mais curta. Serão 40 minutos mais uma volta. Até hoje, a edição mais rápida foi a de 2015, que durou 46min27s609. “Vencer largando de trás é possível, mas o trabalho esse ano está focado em sair da primeira fila. Hoje mesmo a gente botou os pneus zero num momento em que a condição do carro e da pista não eram as ideias para fazer um tempo fantástico, para rodar um pouco mais em situação de classificação. Por enquanto estou satisfeito, e vamos evoluir mais no treino livre de amanhã para brigar pela pole”, disse o piloto do Chevrolet número 21, que hoje, no primeiro treino livre, foi o segundo mais veloz de seu grupo e o quinto no geral.

Galid Osman, companheiro de Camilo na Ipiranga Mattheis, teve problemas mecânicos e ficou na parte de baixo da folha de tempos. “A impressão foi de que havia alguma coisa quebrada no carro. Vamos trabalhar para solucionar o problema e aproveitar ao máximo o treino livre de amanhã de manhã, o último antes da classificação, pois perdemos tempo hoje sem evoluir no acerto do carro”.

A classificação para a 9ª Corrida do Milhão acontece amanhã (sábado) entre 11 horas e meio-dia com transmissão ao vivo do SporTV2.