Suzuki disputa de olho em boa sequência de resultados

Representante maranhense quer manter a fase ascendente no campeonato, após ficar entre os 10 melhores nas duas etapas já realizadas, e endossa Movimento Maio Amarelo, de educação e segurança no trânsito, com adesivos no carro #8

Depois passar pelo Paraná e Rio Grande do Sul, a Stock Car chega neste fim de semana (20 a 22 de maio) ao Centro-Oeste para a 3ª etapa da temporada, no Autódromo Ayrton Senna, em Goiânia. O circuito, que foi reinaugurado em 2014, hoje em dia é um dos principais do calendário, e recebeu quatro corridas nos últimos dois anos - incluindo as duas edições mais recentes da Corrida do Milhão -, e assim, é uma das pistas mais conhecidas por Rafael Suzuki com o carro da categoria. Após resultados positivos nas duas etapas já realizadas, quando ficou entre os 10 melhores em ambas, o representante maranhense quer aproveitar a familiaridade com a pista goiana para manter a fase ascendente.

Tendo seu melhor início de temporada na Stock Car, outro ponto que anima Suzuki é o trabalho que vem sendo desenvolvido com a Geolab Racing, sua nova equipe nesta temporada, comandada pelo experiente preparador Mauro Vogel e pelo ex-piloto Gualter Salles. O piloto tem andado constantemente entre os mais rápidos, e destaca uma evolução técnica, que tem se refletido nos resultados das corridas.

A partir desta etapa, a novidade do regulamento em relação aos pit-stops passa a valer de fato - depois de duas rodadas atípicas, com a Corrida de Duplas e a prova no Velopark (que não exigiu reabastecimento, pelo fato do circuito ser muito curto) -, ou seja, as diferentes possibilidades de estratégia prometem movimentar as corridas. Na primeira corrida, os pilotos só podem fazer o reabastecimento até o 35º minutos, dos 45 totais, e caso optem pela troca de pneus, só podem fazê-lo depois de terminar o reabastecimento, o que pode custar preciosos segundos. Na segunda corrida, a janela para pit-stop é livre, mas como a prova é menor, com apenas 30 minutos, dificilmente o piloto que faz sua parada consegue brigar pelas primeiras posições, e aí que está o desafio, em buscar o momento exato de entrar para os boxes, já que não é possível completar as duas corridas sem reabastecer.

"Estou ansioso de uma forma positiva para Goiânia, foram quase 40 dias desde a última etapa no Velopark. Foi uma pausa útil pra mim, foquei muito na preparação e agora começamos uma sequência de três corridas em pouco mais de um mês. Em Goiânia será importante encontrar um bom ritmo de corrida, pois pretendemos guardar os pneus novos, que são mais limitados, para as próximas etapas em pistas de asfalto abrasivo. Temos que ficar de olho também na estratégia, será a primeira vez no ano que ela realmente existirá, já que as equipes vão "escolher" se fazem a parada necessária nos boxes na primeira ou segunda corrida. Com esse regulamento, é quase impossível ter dois bons resultados nas duas corridas, mas vamos buscar o máximo de pontos possíveis", disse.

Além disso, em Goiânia será realizado o primeiro "treino de desenvolvimento" da temporada. A atividade foi incluída na programação para que pilotos que estejam foram do top-15 na classificação geral do campeonato possam ter um tempo maior de trabalho com suas equipes, já que os treinos são restritos aos finais de semana de corrida. Suzuki, que ocupa a 11ª posição na tabela e por isso não participará da sessão, vê com bons olhos a possibilidade de um maior desenvolvimento ao longo do ano, o que deve deixar as disputas ainda mais equilibradas.

Os pilotos da Stock Car vão à pista na manhã de sexta-feira, para o shakedown. Depois, os pilotos que estão entre 16º e 34º no campeonato podem participar do treino de desenvolvimento, e no início da tarde acontece o 1º treino livre. No sábado, há mais uma sessão de treinos e a classificação, com transmissão ao vivo do SporTV a partir das 12 horas. No domingo, a rodada dupla em Goiânia tem início às 13 horas, com a largada para a corrida 1, também com transmissão ao vivo do SporTV.

Maio Amarelo:

Criado com o objetivo de conscientizar a sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito de todo o mundo, o Movimento "Maio Amarelo - Atenção pela Vida" foi abraçado pela Stock Car e especificamente pelo piloto Rafael Suzuki, que terá em seu carro #8 o adesivo da Campanha. Inspirado em movimentos como o Outubro Rosa e o Novembro Azul, de conscientização sobre a prevenção do câncer de mama e próstata, respectivamente, o Maio Amarelo cria ações sobre educação e segurança no trânsito, incentivando que cada cidadão - motorista ou pedestre - preste atenção em seu comportamento no trânsito.

"Nós, como pessoas que estamos ligadas a carros e velocidade, temos a responsabilidade de alertar sobre as questões do trânsito, então é muito legal a Stock Car estar engajada nesse movimento. Muitas das regras do trânsito fazem parte do nosso cotidiano dentro das pistas. Esperamos que a conscientização das pessoas seja algo constante, não somente durante o Maio Amarelo, assim teremos menos acidentes e um trânsito mais civilizado para todos", comentou Rafael Suzuki.