Stock Car tem chassi para treinamento médico

Equipamento é um dos mais avançados do mundo

Além de serem um dos mais seguros carros de Turismo do mundo, sempre em busca de aperfeiçoar essa importante ponto nas competições de automobilismo, a Stock Car construiu um chassi exclusivamente para treinamento médico. O equipamento foi apresentado no final de semana da Corrida do Milhão, disputada em Interlagos e que definiu Ricardo Maurício como o novo bicampeão do Circuito Nova Schin Stock Car.

Um dos mais avançados do mundo, o equipamento - consiste, basicamente num carro com a frente e a traseira cortadas e tem somente a parte onde fica o piloto - serve para os médicos treinarem a retirada do piloto do carro em caso de acidente e pode ser essencial para salvar uma vida. Essa extração, como os especialistas chamam, é fundamental para aumentar a qualidade do atendimento, que é padronizado pela FIA (Federação Internacional do Automóvel), como explica o médico responsável pela Stock Car, Dino Altmann.

"Antes fazíamos as simulações nos carros das próprias equipes, o que limitava nosso trabalho, pois tínhamos de esperar eles terem tempo para a gente usar o carro e muitas vezes atrapalhava o trabalho das escuderias, que em algumas oportunidades não tinham disponibilidade. Agora podemos fazer a qualquer hora e melhorar a qualidade do atendimento médico como um todo", disse Altmann.

Ele se disse contente com o Chassi para Treinamento Médico, mas os planos de Altmann vão mais longe. Ele criou um projeto denominado Ensino Itinerante das Atividades Médicas no Automobilismo, e tem tudo para repassar seu conhecimento e experiência de mais de 20 anos na área de competição e que, com certeza, também pode ser utilizado no dia a dia das cidades em acidentes de carro.

"Mandei o proejto para ver se consigo verba do Instituto FIA. Minha ideia é de dar seis cursos em seis etapas de cidades diferentes onde a Stock Car corre e, inicialmente, teriam como alvo principal somente os médicos que atuam no automobilismo e também no atendimento pré-hospitalar e residentes. O curso teria quatro horas de aulas teóricas e quatro horas de práticas. É aí que entra o uso do inédito chassi do Circuito Nova Schin Stock Car e estou atrás da FIA para nos darem um chassi de fórmula", disse o especialista, que imagina as aulas teóricas no sábado à tarde dos finais de semana de corridas, assim que terminar o treinamento prático.

Ele diz que o objetivo principal é melhorar a qualidade do atendimento médico não somente nas pistas de corrida do Brasil, mas como um todo. Altmann estuda também a possibilidade de usar, em 2014 ou 2015, o Centro de Simulação Realística do Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

"No Centro temos simulações reais computadorizadas com diferentes tipos de lesões em que o atendimento pode se complicar. Ali podemos medicar, enfim, fazer tudo o que faríamos num caso de verdade e temos a resposta imediata, em alguns casos mais rápido do que na vida real, para facilitar o aprendizado. Se conseguir isso também será um fato inédito no mundo", analisa.

Segundo Dino Altmann, que também é o médico brasileiro nas corridas de Fórmula 1, os carros do Circuito Nova Schin Stock Car estão entre os mais seguros do mundo, o que melhorou bastante com a chegada do novo superbanco (excede as especificações máximas de segurança exigidas pela FIA), ocorrida na metade do ano passado.

"Todo o tempo são incorporadas novidades de segurança nos carros. A segurança do carro começa de dentro para fora, ao redor do piloto. A F1 tem a célula de sobrevivência e acessórios de dissipação de energia para fora. Na Stock temos os crash box dianteiros e traseiros e a colmeia nas laterais, que ajudam muito nessa dispersão", finaliza Altmann.

O Circuito Nova Schin Stock Car tem organização e realização da Vicar Promoções Desportivas, com supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). A Nova Schin é o patrocinador master da principal categoria do automobilismo brasileiro, dando nome ao campeonato e traz para as pistas a parceria com o Parada Pela Vida, projeto do Ministério das Cidades, que incentiva o consumo responsável de bebida alcoólica. O evento também tem o patrocínio da Pirelli, além do copatrocínio de Shell V-Power Etanol, Bosch, Mobil Super, Pioneer e o apoio da Transzero. As montadoras são Chevrolet e Peugeot.