Senna e Prost ficam no "empate técnico" em Goiânia

Brasileiro é 7º no molhado e francês fica em 8º com a pista seca

Aguardado com grande expectativa, o primeiro confronto direto entre Bruno Senna e Nicolas Prost como companheiros na Equipe Prati-Donaduzzi terminou praticamente com um "empate técnico, após o primeiro treino dos convidados da etapa. No primeiro grupo de 17 pilotos, com o asfalto seco, Nicolas terminou na 8ª colocação. Incluído na segunda metade da sessão de uma hora, com a pista molhada, Bruno ficou em 7º. O mais rápido do dia foi o argentino Nestor Girolami, parceiro de Ricardo Maurício na Eurofarma RC.

A chuva apareceu no meio da tarde da quinta-feira e impediu uma comparação mais fiel entre os diversos nomes. Impressionando pela semelhança com o pai, o tetracampeão da F1 Alain Prost, Nicolas disse que gostou bastante do traçado, mas admitiu as dificuldades naturais de um primeiro contato com a categoria. "Nunca dirigi um carro tão pesado como o Stock. Não é fácil chegar aqui e virar de cara no mesmo ritmo do pessoal que já está habituado, mas tenho certeza que vou melhorar com os treinos. Além disso, o Júlio Campos está me ajudando bastante", referindo-se ao seu companheiro.

Bruno, que voltará a correr com Antonio Pizzonia, um dos 13 ex-pilotos da F1 na prova, elogiou o acerto no molhado. "O carro está muito bom, especialmente no miolo das curvas. Só não fui mais rápido porque peguei um cara muito lento no meio do circuito quando vinha melhorando as minhas parciais. Mas temos uma boa base". No final da sessão, Bruno ainda chegou a colocar pneus lisos, mas a água que ainda ficou no traçado não permitiu que ele baixasse seu tempo.

O diretor-técnico Juan Carlos "Mico" Lopez gostou do cartão de visitas da dupla. "O Nicolas começou muito bem e o Bruno estava muito rápido quando a pista estava mais escorregadia. No trecho mais sinuoso, ele era o mais veloz", analisou. As equipes ainda realizaram ensaios para a troca de pilotos. As atividades de pista para esta sexta-feira serão retomadas às 14h20, quando o primeiro grupo de convidados terá mais 50 minutos de adaptação ao circuito goiano.