RZ já pensa na etapa “de casa”

Time pontuou em Santa Cruz do Sul e mira na etapa do início de agosto

A quinta etapa da temporada 2015 da Stock Car, em Santa Cruz do Sul, foi de pura emoção para o público que lotou as arquibancadas e viu duas corridas eletrizantes, com boas disputas e uma série de incidentes que marcaram as duas provas da rodada dupla, em um de sol e calor.

Os pilotos da RZ Motorsport, Luciano Burti e Rafael Suzuki tinham como meta a recuperação, já que largavam no meio do pelotão, depois de uma difícil classificação. O problema é que os dois acabaram envolvidos em dois incidentes que minaram o desempenho deles na prova.

Burti já nas primeiras voltas teve um incidente em uma disputa com Lucas Foresti, o prejuízo foi um pneu furado e o abandono na corrida 1. Na corrida 2, o ex-F1 chegou na 11ª posição, onde foi buscando posições ganhando nada menos que 19 posições.

"Esse foi o melhor final de semana do ano. Não foi nem de perto o melhor resultado, mas foi o melhor final de semana porque encontramos de verdade um acerto bom. Então, a base do acerto do carro não está ótima ainda, mas a base do acerto é boa. Fomos competitivos em alguns momentos, mas não fomos na classificação e isso comprometeu o resultado. Na primeira corrida eu cometi um erro, quando fui tentar passar o Lucas (Foresti). Achei que tivesse ultrapassado fui entrar na frente dele e acabei tocando e furou meu pneu, mas foi um erro meu e isso comprometeu bastante, porque o ritmo que tínhamos era para ter chegado entre os 10 primeiros na primeira corrida. Aí com o grid invertido larga lá na frente, então podíamos ter conquistado um bom resultado aqui, mas as vezes isso faz parte. O mais importante termos formado essa base boa de acerto e que daqui pra frente podemos evoluir cada vez mais", explicou Burti.

Já Rafael Suzuki pontuou na corrida 1 chegando em 19º, com um ritmo muito bom, mas poupando equipamento para a corrida 2, mas teve uma segunda corrida complicada. Na largada o piloto do carro #08 tomou um toque na traseira e quebrou seu extrator comprometendo totalmente seu desempenho.

"Foram duas corridas bem tumultuadas e difíceis. Temos que levantar a cabeça e trabalhar para Curitiba. Andamos bem lá nos treinos da etapa anterior e não conseguimos reverter isso em resultado. Agora miramos essa recuperação e esperamos colher bons resultados na segunda metade da temporada", destacou o piloto radicado no Maranhão, referindo-se a sexta etapa que acontece no dia 02 de agosto, em Curitiba/PR.