Referência na Stock Car

Nonô Figueiredo decide deixar a categoria

Após 16 temporadas na Stock Car, o piloto Nonô Figueiredo vai respirar novos ares. Parceiro da marca Mobil Super há 14 anos, Nonô é recordista em largadas na principal categoria do automobilismo nacional e pode chegar ao número de 201 grids na última corrida do ano, em Curitiba.

Para Taisa Prado, gerente de Marketing para Carros e Motos da Cosan Lubrificantes, a parceria com Nonô Figueiredo é um grande exemplo de como uma parceria entre atletas e patrocinadores pode exceder as pistas. "Nonô é um piloto que virou um parceiro, que cumpriu seu papel ao longo desses anos e se tornou um grande embaixador da nossa marca. Ele com certeza elevou a marca Mobil Super a um novo patamar, como referência de credibilidade, relacionamento e ativação na Stock Car. Desejamos o melhor nos desafios que certamente virão pela frente e estaremos sempre conectados de alguma forma", afirma Taisa.

Nonô Figueiredo, que na etapa de Salvador (BA) alcançou a invejável marca de 200 corridas pela principal categoria do automobilismo nacional afirmou que a próxima etapa, em Curitiba, será a última de sua carreira pela Stock Car. "É verdade. No final dessa temporada eu paro de correr pela Stock Car. É uma decisão que estou satisfeito por tomar. É um ciclo que acaba. O que mais me orgulha é ter parceiros que estão comigo em grande parte desta caminhada. Tive a honra de representar as marcas dos meus patrocinadores por mais de uma década e isso vou guardar com muito carinho. Sempre com a certeza que se eu não fui o melhor, eu fiz o meu melhor e honrei seus conceitos. Isso é o que eu levo. O que me deixa tranquilo e me faz dormir bem. Eu só tenho a agradecer aos meus parceiros, equipes, pilotos, ao público e a categoria", declarou Nonô.

O piloto paulistano que ainda não definiu seu futuro, mas garante que se manterá vinculado ao automobilismo a partir de 2015. "Automobilismo é o que sempre fiz e o que sei fazer. Torço para que a renovação da categoria continue acontecendo e que meus colegas tenham a oportunidade de ficar tanto tempo quanto eu e encontrem na Stock Car uma categoria que permita o profissionalismo. Quanto mais elevarmos a credibilidade, o nível de exposição e de seriedade do automobilismo mais empresas terão interesse em se associar ao esporte, trazendo mais público e mídia. O dever de casa ainda é grande e passa por infraestrutura, custos e regulamentos", comentou o piloto dono do carro #11.

Sobre Nonô Figueiredo

Filho de Carol Figueiredo, um dos maiores nomes do kartismo no Brasil, Nonô herdou do pai a paixão pela velocidade. Em seu currículo constam os títulos de campeão brasileiro e paulista de kart e participações destacadas no sul-americano e mundial da modalidade. No automobilismo nacional foi bi-campeão brasileiro de F-Fiat, campeão da Stock Car Light e vice das 1000 milhas brasileiras. Desde sua estréia na Stock Car V8, no ano 2000, conseguiu três vitórias e o quinto lugar no campeonato de 2002.

Nonô também correu no Exterior, competindo na F-Ford norte-americana e na F-3 italiana. Seus melhores resultados lá foram alcançados com carros de turismo: foi o primeiro a vencer no Campeonato Sul-americano de Superturismo, vice-campeão do Vectra Challenge inglês e o primeiro brasileiro a competir no BTCC, o British Touring Car Championship além de participações nas 24 horas de Daytona e na Porsche Supercup.