Rafa Matos conquista pódio

Felipe Lapenna ficou de fora

 

Mais um pódio para a equipe Hot Car Competições (Bardahl) na Stock Car. O mineiro Rafa Matos foi o segundo colocado na corrida 2 do GP Bahia, disputada neste sábado (dia 15) no circuito de rua do CAB (Centro Administrativo da Bahia), em Salvador. Na prova inicial, o piloto largou em décimo e terminou nesta posição, o que lhe deu a pole position na corrida seguinte. Já o companheiro Felipe Lapenna não teve a mesma sorte e foi obrigado a abandonar logo após a largada da primeira prova ao sofrer alguns toques e ter o radiador danificado.

Os vencedores do GP Bahia foram os paulistas Allam Khodair e Sérgio Jimenez. As provas tiveram entradas do safety car, mas poucos acidentes graves. Com dois quartos lugares, Rubens Barrichello manteve a liderança do campeonato, com 198 pontos. A etapa final da Stock Car promete muita emoção no dia 30, em Curitiba (PR), com uma prova única, mas valendo pontuação dobrada.

Amadeu Rodrigues, chefe da equipe Hot Car, comemorou o terceiro pódio do time no campeonato (uma vitória e dois segundos lugares). "Este é mais um resultado de um trabalho do ano todo. Onde temos trabalhado e evoluído a cada etapa. O Rafa fez um bom trabalho. Na largada, ele foi infeliz (foi ultrapassado por Jimenez), mas acontece e aqui é difícil de passar. Mas ele não bateu, não tivemos nenhum problema mecânico no carro, então merecido este segundo lugar. Gostaria de um primeiro, claro, mas saio daqui satisfeito com este pódio", comemorou.

Matos também festejou sua volta ao pódio. Só lamentou ter perdido a ponta para Jimenez logo na largada. "Concretizamos um trabalho árduo, de todo o final de semana. Uma corrida extremamente difícil, não só pela característica da pista, mas também pela forma como foi o dia, com classificação e corrida no mesmo dia. Isso torna a programação muito difícil para os pilotos, muito cansativo, principalmente com o calor. Mas estou bem satisfeito pela equipe e vamos para Curitiba agora", comentou o piloto do Stock #2.

A felicidade do time só não foi completa pelo abandono de Lapenna. "Uma corrida para esquecer. Aconteceu um acidente na chicane, na minha frente, que parou completamente a fila. Ai foi toque na traseira, toque na frente e isso acabou danificando o meu radiador, vazou toda a água e tive de parar", lamentou o paulista do carro #110.