Quebra de motor deixa Foresti de fora

Do circuito de rua

Terminou de forma prematura a participação do piloto Lucas Foresti no GP Bahia da Stock Car Brasil. A competição, realizada nas ruas de Salvador, foi disputada na tarde deste sábado e, em virtude da quebra do motor do seu carro, Foresti foi obrigado a abandonar a corrida e, pior ainda, abrir mão de competir na segunda prova.

A participação de Lucas nesta 11ª etapa do Campeonato foi bastante conturbada. Apesar da experiência de já ter competido em provas de rua por cinco oportunidades, Foresti nunca havia competido de Stock Car em uma pista deste tipo. Determinado, ele seguiu seu trabalho desde os treinos em busca sempre da melhora do equipamento e de seu entendimento da pista.

Contando com o dedicado trabalho da equipe RC3 Bassani, Foresti e seu time não conseguiram encontrar um bom ajuste para o carro o que acabou por lhe comprometer toda a participação no fim de semana. Não bastassem estes problemas, um toque nos primeiros minutos do segundo treino livre o tiraram desta atividade, piorando ainda mais a condição de buscar um novo ajuste para o carro.

Sem uma referência precisa de como poderia melhorar o desempenho do equipamento Lucas foi para a tomada de tempos que foi disputada na manhã deste sábado. Com a marca de 1m13s481 ele ficou apenas com um lugar na 15ª fila do grid.

Após muita conversa nos boxes e o trabalho em prol de um acerto diferente ele e a equipe decidiram arriscar algo que não tinham feito até então e seguiram para a prova. Após uma largada conservadora, em que Lucas esperou pelos acidentes nas primeiras posições, ele seguiu determinado. Ganhando muitas posições ele foi escalando o pelotão e, com 15voltas completadas já ocupava a 19ª posição quando, então, seu carro passou a perder rendimento e apagou logo em seguida. Ele ainda conseguiu retornar aos boxes de forma bem lenta quando, então, a equipe constatou a quebra do motor o que automaticamente, lhe tirou também da segunda corrida.

"Foi um fim de semana muito difícil aqui em Salvador. Fiz o meu melhor e batalhei muito pela melhora do carro e também da minha performance. Nas primeiras voltas da corrida eu consegui ser rápido e vim ganhando posições, mas, infelizmente com a quebra do motor eu não tive mais o que fazer. Seguiremos confiantes para Curitiba, daqui duas semanas, quando efetivamente será feito o encerramento desta minha primeira temporada completa na Stock", comentou o piloto de 22 anos.