Prova única no domingo

Valdeno Brito já venceu em Curitiba

A Stock Car disputa sua última etapa da temporada 2014 em um formato "tradicional" dentro da sua história iniciada em 1979: em uma prova única neste domingo, de 40 minutos mais uma volta de duração. Ao contrário de 9 das 11 etapas já realizadas neste ano, o GP de Curitiba não será em formato de rodada dupla (com duas provas sendo disputadas no mesmo dia), voltando ao formato adotado na Corrida do Milhão e nas temporadas anteriores.

O formato é tradicional, mas a pontuação não: assim como no ano passado, a Stock Car terá pontos dobrados nesta corrida decisiva - uma decisão que inclusive foi usada na F-1 no último final de semana em Abu Dhabi. Por isso, os pilotos da Shell Racing, Valdeno Brito e Popó Bueno, destacam que um bom resultado nesta corrida pode fazer uma grande diferença no saldo da temporada 2014.

"A etapa de Curitiba é sempre especial, porque é um circuito onde a Stock Car tem muita história, sendo o segundo autódromo que mais recebeu a categoria até hoje. Fico feliz em já ter vencido aqui, especialmente em 2012, em meu primeiro ano com a equipe Shell Racing, e queremos usar este bom retrospecto para brigar pela vitória novamente. Com pontos dobrados, um bom resultado será ainda mais importante para terminar o ano em alta e melhor na tabela de classificação final", diz Valdeno Brito, que também foi um dos destaques da chuvosa corrida de Curitiba neste ano ao chegar na segunda colocação na corrida 1.

Segundo Popó Bueno, a decisão do campeonato, que inclui oito pilotos com chances matemáticas, cria interessantes alternativas para a corrida de domingo.

"Quem não está na briga pelo título pode ousar mais na estratégia e com certeza isso pode fazer a diferença em uma corrida de 40 a 45 minutos de duração. Tenho certeza de que teremos potencial para andar entre os primeiros na pista de Curitiba, onde é importante já ter um bom ajuste do carro desde os primeiros treinos livres, já que aqui é um circuito onde todo mundo tem bastante referência", diz Popó.

O chefe de equipe da Shell Racing, Rodolpho Mattheis, explica que a definição da estratégia ainda depende de pontos a serem anunciados no regulamento particular da prova final da Stock Car em Curitiba - o que deve ser definido no briefing de sexta-feira no autódromo.

"A tendência é que seja feito algo como na Corrida do Milhão, com a obrigatoriedade de um pit stop para troca de pneu e com a permissão para reabastecimento de Shell V-Power Etanol", diz Mattheis, citando o combustível oficial da Stock Car, fornecido pela Raízen a todos os carros do grid.

Os treinos livres serão disputados a partir de sexta-feira. A corrida no domingo será às 10h30, com transmissão ao vivo da TV Globo.