Pilotos relembram Senna em seu aniversário

Tricampeão faria 54 anos nesta sexta-feira (21)

Hoje é um dia especial para o automobilismo brasileiro. Nesta sexta-feira, Ayrton Senna completaria 54 anos de idade. Com a data em mente, pilotos que estão no Autódromo de Interlagos, em São Paulo – SP, para o início das atividades oficiais da abertura da temporada lembraram o tricampeão da Fórmula 1.

Carregando o sobrenome do tio, Bruno Senna reconhece a pressão para manter sempre uma boa imagem do competidor. “Pra mim é motivo de muito orgulho ter esse sobrenome, em primeiro lugar. Mas tenho muita responsabilidade para manter o nome com boa reputação, principalmente porque estou no olho do público. Então sem dúvida é muita responsabilidade, mas um grande orgulho”, pontuou o convidado de Antonio Pizzonia.

Quem também citou o competidor foi Sergio Jimenez, que diz que o piloto foi um grande motivo de alegrias para o povo brasileiro, sempre levando a imagem do país junto consigo. “Ele foi um excelente piloto, isto é inquestionável. Também era um cara patriota, pois o Brasil enfrentava dificuldades, e quando vencia, carregava a bandeira. Isso chamava o povo e os deixava mais emotivo e sensível. Acho que foi um a que demonstrou muito patriotismo para nossa noção”, explicou o competidor do carro #73.

Para Cacá Bueno, que representa a Red Bull Racing, Senna foi um grande exemplo de esportista e piloto. “Para mim, que estou dentro aqui, acho que é exemplo de perseverança, dedicação, trabalho, de gosto pelo que fazia. Ele foi uma inspiração para mim e para o automobilismo”, comentou o piloto.

Por fim, Bruno explicou a importância que seu tio teve em sua vida. “Pra mim Ayrton teve dois lados muito fortes. O lado família, em que ele vinha pra casa nas férias e a gente curtia, fazia sempre bastante brincadeira, bagunça. E tinha o lado da minha referência, a pessoa que eu queria acompanhar na minha carreira, que eu era piloto desde moleque e queria aprender com ele. Então tinha o lado de fascinação, tanto de criança, mas também de piloto e atleta”, finalizou o sobrinho do tricampeão.