Perto da vitória

Quebra no final impede Valdeno Brito

Em poucos segundos, a equipe Shell Racing experimentou sentimentos bem distintos hoje no Velopark. Primeiro, euforia em ver que seu piloto, Valdeno Brito, havia feito uma excelente parada de box e brigaria pela vitória. Depois, veio a frustração em ver o carro do paraibano parado em plena reta dos boxes por conta de uma falha súbita a poucas voltas do final.

Desta forma, pela primeira vez no ano, o time saiu sem pontos no campeonato na rodada dupla do Velopark, disputada neste domingo em Nova Santa Rita, no Rio Grande do Sul.

"No automobilismo, infelizmente, momentos como estes acontecem: estávamos perto de brigar pela vitória, tendo feito uma ótima estratégia de parada, saindo na segunda colocação e com chance de lutar pela vitória com o piloto que vinha à frente (e que acabou vencendo). Quando entrei na reta dos boxes, o motor do carro entrou em modo de segurança, possivelmente pelo aumento da temperatura da água do radiador, mas ainda não sabemos o porquê desta falha súbita", diz Valdeno, que está na oitava colocação do campeonato, com 98 pontos.

"Foi uma pena, porque acabei ficando de fora da segunda corrida e perdendo a chance de marcar pontos valiosos. Agora vamos focar em Santa Cruz do Sul, onde venci neste ano e temos certeza de ter um carro rápido", completou Valdeno.

O discurso de recuperação da equipe na próxima etapa do campeonato, que será disputada no dia 28 deste mês, também no Rio Grande do Sul, também foi endossado por Popó Bueno, companheiro de equipe do paraibano na Shell Racing.

"Foi um final de semana atípico para nossa equipe, que já foi a que mais marcou pontos em etapas anteriores e infelizmente desta vez tanto eu quanto o Valdeno ficamos sem pontos. Na primeira corrida, nossa estratégia daria certo, mas tive a nítida impressão de que havia um furo de pneu e tive que fazer uma parada que não estava prevista. Com isso, perdi muitas das colocações que já havia recuperado na pista. Depois, largando dos boxes na última corrida, sai de 29o para 20o nas poucas voltas em bandeira verde da corrida 2, mas não foi possível pontuar. Em Santa Cruz do Sul tenho certeza de que voltaremos a andar forte, como fizemos na etapa do começo do ano", diz Popó.

A estratégia de corrida permitiria que a equipe pontuasse bem nas duas corridas, como explica Rodolpho Mattheis, chefe da equipe Shell Racing, "Foi uma pena mesmo o abandono do Valdeno na corrida 1, porque a gente tinha chance real de vitória ou pelo menos um pódio. Na prova 2, nossa estratégia teria sido a correta também, porque houve muito safety car e o Valdeno tinha potencial mais uma vez para terminar entre os seis, sete primeiros, descontando muitos pontos em relação aos líderes. Popó também vinha se recuperando muito bem, mas a parada extra nos custou os pontos tanto da primeira quanto da segunda prova. Agora é buscar a reação em Santa Cruz do Sul, onde temos nosso retrospecto vitorioso deste ano como grande motivador", diz Rodolpho.