Palestrante, Guga Lima segue confiante para etapa

Brasiliense corre pela primeira vez com o carro da Stock Car no circuito gaúcho. Antes de acelerar, Guga participa de palestra sobre segurança no trânsito em colégio próximo ao Autódromo

A Stock Car chega neste fim de semana ao Rio Grande do Sul para a primeira das três corridas que realiza no Estado neste ano. A segunda etapa da temporada acontece no Autódromo do Velopark, em Nova Santa Rita, e vai marcar "de fato" o início do campeonato, já que a etapa de abertura foi disputada em um formato diferente, com a Corrida de Duplas. Essa será a primeira vez de Guga Lima no Velopark com o carro da Stock Car - ele correu lá pelo Brasileiro de Turismo em 2015, antes de ingressar na principal categoria do automobilismo nacional -, e além desta, serão várias as novidades no regulamento, programação e também no carro do mais jovem piloto do grid.

Animado pelo desempenho na primeira etapa, em Curitiba, quando dividiu o comando do carro #9 com Tuka Rocha, Guga Lima acredita que poderá repetir a boa performance e traduzi-la em pontos, especialmente agora com o novo sistema de pontuação, que valoriza ainda mais a primeira corrida da rodada. São 30 pontos para o vencedor da corrida mais longa - de 45 minutos mais 1 volta -, e 15 para o vencedor da prova mais curta - de 30 minutos mais 1 volta. Na primeira, a zona de pontuação se estende aos 20 melhores colocados, e na segunda, até o 14º.

"Essa será minha primeira vez com o carro da Stock Car no Velopark, mas já andei lá no Brasileiro de Turismo no ano passado. Deu para conhecer bem o traçado, e gostei bastante. É a pista mais curta do calendário, com os tempos de todos os pilotos muito próximos, mas acredito que estaremos bem competitivos. Em Curitiba tivemos alguns problemas na corrida, mas tínhamos um grande potencial, então vamos em busca de um bom resultado, pois agora o campeonato começa pra valer", disse o piloto da TMG Racing.

Com a volta do formato de rodada dupla - predominante no calendário com 9 das 12 etapas sendo disputadas dessa forma -, os pilotos poderão colocar em prática uma novidade no regulamento deste ano, que deve mexer com a dinâmica das corridas. A partir de agora, o pit-stop não é mais obrigatório, e isso vai influenciar muito na estratégia dos pilotos e equipes. Caso optem por fazer o reabastecimento na corrida 1, só é permitido até o minuto 35 dos 45 totais, e a troca de pneus só pode ser feita depois de terminada essa operação.

"Teremos muitas possibilidades diferentes de estratégia agora, e isso vai movimentar as corridas. Como o Velopark é uma pista sem tantos pontos de ultrapassagem, é importante conquistarmos uma boa posição de largada, pois nosso objetivo é completar as duas corridas dentro da zona de pontuação", completou o brasiliense de 19 anos.

Outra novidade na etapa será a estreia da nova carenagem dos carros Chevrolet, que agora terão o formato do Novo Cruze, modelo que foi lançado recentemente nos Estados Unidos.

A programação da Stock Car no Velopark será um pouco mais enxuta que o habitual, com as atividades de pista começando apenas no sábado. Neste dia, serão realizados o shakedown, dois treinos livres de 40 minutos cada e a classificação, com transmissão ao vivo pelo Sportv a partir das 14h. No domingo, as corridas têm início às 13h, também com transmissão ao vivo do Sportv.

Segurança no trânsito

Antes de acelerar nos treinos para a etapa, Guga Lima teve uma importante missão na tarde desta quinta-feira. Em parceria com a Vicar - organizadora e promotora da categoria -, o piloto fez uma visita a um colégio próximo ao Autódromo para falar sobre segurança no trânsito, e também conversar com os adolescentes sobre seu histórico nas pistas, rotina de piloto - que ele concilia com a faculdade de Direito -, e sobre a Stock Car.

“Foi muito legal estar com os adolescentes no colégio, passar um pouco do conhecimento que tenho sobre automobilismo e também falar sobre segurança e o quão importante é ser responsável no trânsito e também nas pistas", completou Guga Lima.