Oitavo que vale champanhe

Raphael Abbate teve problemas na primeira prova em Curitiba, e mecânicos tiveram poucos minutos para arrumar o carro para a corrida seguinte, mas o resultado valeu o esforço de todos

Quem viu a alegria da equipe Hot Car Competições ao final da quarta etapa do Circuito Schin Stock Car, no último dia 31 no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR), não imagina o sufoco e trabalho de todos os mecânicos e engenheiros durante as duas corridas. Mas todo o esforço foi recompensado e comemorado como vitória com o oitavo lugar do paulista Raphael Abbate na corrida 2.

Na primeira prova, parecia que a sorte estava longe da equipe. Fábio Fogaça foi um dos pilotos prejudicados pelo acidente que envolveu alguns carros logo na largada. Um carro rodou a sua frente e outro acertou o Stock Chevrolet #72 do piloto da Hot Car. Fogaça foi para os boxes, a equipe trabalhou no conserto do carro (que teve o radiador danificado) e o piloto chegou a voltar pra pista, mas com problemas voltou para os boxes. Enquanto isso, Abbate - que largou em 24º - chegou a estar em 17º, quando passou a ter problemas no Stock #26. O piloto - que também levou um toque na largada - teve de recolher para os boxes na volta final, pois ficou sem freios. Mesmo assim, terminou em 21º na prova.

Com 20 minutos para a largada da segunda corrida, o ritmo foi frenético nos boxes da Hot Car para arrumar os dois carros. E Fogaça e Abbate largaram dos boxes. Infelizmente, a avaria no carro de Fogaça foi grande e, mesmo com todo o trabalho do time, não deu para continuar. Já Abbate seguiu na prova, foi ganhando posições e cruzou a linha de chegada em oitavo, o melhor resultado do time este ano, marcando novos pontos no campeonato.

As vitórias nas provas paranaenses ficaram com Daniel Serra e Júlio Campos. Com a vitória, Campos assumiu a liderança com 87 pontos, um de vantagem para Cacá Bueno. A Stock terá uma pausa de quase um mês e só retorna para a quinta etapa, no dia 28 de junho, em Santa Cruz do Sul (RS).

"O carro estava competitivo, mas eu tomei um toque logo na largada da primeira prova, o que já comprometeu alguma coisa no carro e o rolamento acabou quebrando faltando uma ou duas voltas para o final da corrida. Acabei até perdendo o freio e quase bati. Fiz de tudo para segurar o carro, vim bombando o freio e trouxe o carro para os boxes", contou Abbate, de 23 anos.

"A equipe fez um ótimo trabalho para reconstruir toda a parte dianteira esquerda e consertar o rolamento. Conseguimos voltar faltando menos de um minuto pra abrir a pista para a segunda corrida, mas largamos dos boxes. Fiz uma ótima corrida de recuperação, com bastante cabeça, poupando o push-to-pass. Consegui passar vários carros e muitos outros ficaram sem combustível e cheguei ao meu melhor resultado no ano. Estou muito feliz com a minha evolução e espero que continue assim", declarou o estreante, que no ano passado foi vice-campeão do Brasileiro de Turismo.

Alegria por um lado, tristeza por outro. Fogaça também tinha tudo para brigar por um bom resultado neste domingo, mas já sofreu uma batida logo na largada. "Não tive o que fazer. Eu até ia parar pra não acertar o carro que estava atravessado na minha frente, mas ai veio outro carro rodando e me acertou. A equipe trabalhou muito, mas infelizmente não deu pra resolver", contou o piloto de Sorocaba, interior de São Paulo.

Bastante emocionado, o chefe da equipe Hot Car, Amadeu Rodrigues, comemorou muito o oitavo lugar de Abbate. "A etapa foi uma provação pra gente. Tivemos problemas na primeira corrida com os dois carros. O carro do Abbate teve uma quebra de rolamento e o Fábio, infelizmente, foi acertado na largada. Então, tivemos dois carros para consertar em pouco tempo e este oitavo lugar do Abbate foi uma vitória de todos os funcionários. O Abbate encarou uma briga, estava difícil pra todos e eu considero como uma vitória ele já estar entre os 10 melhores em quatro etapas na Stock Car. Ele está ganhando mais experiência a cada prova e esperamos conseguir galgar melhores resultados", completou o comandante do time.