Nunes traído pela bomba de combustível

Foi a segunda vez no ano que o piloto da Vogel Motorsport perdeu o degrau mais alto do pódio por falhas do carro

Diego Nunes foi mais uma vez prejudicado pelo sobreaquecimento na bomba de combustível em Cascavel (PR). O carro #70 do piloto começou a falhar ainda na segunda volta da corrida 2, quando largou na pole - pelo grid invertido da corrida 1 - e liderava a prova que fechava a rodada dupla da oitava etapa da Stock Car 2015. Acabou cruzando a linha de chegada em nono na vitória de Thiago Camilo.

O piloto da Vogel Motorsport lamentou muito o ocorrido pelo fato de chegar na pista paranaense em nono no campeonato e ter perdido pontos importantes neste momento da competição. Agora, desceu duas posições na classificação geral, com 88 pontos.

"É uma pena! Pela segunda vez o mesmo problema tirou muitos pontos da gente. Primeiro em Curitiba, quando eu tinha chance de ganhar a corrida e, mesmo com o problema, consegui cruzar a linha de chegada em terceiro. Agora, aconteceu de novo e mais uma vez fui prejudicando. Eu tinha chance de ganhar a corrida, e não conseguimos devido a isso", lamentou o piloto.

Nunes também ressalta as dificuldades para manter o carro na pista. "Quase rodei na entrada da reta porque deu uma falta de combustível, o carro apagou, mas depois consegui continuar. O Denis (Navarro) rodou pelo mesmo problema. Estava perigoso. Quando o carro estava falhando, o pessoal que vinha atrás não sabia, estava correndo o risco de baterem na minha traseira", aclamou o piloto.

Apesar do problema, Nunes destaca que o carro estava com um acerto muito bom. "O Mauro (Vogel) caprichou no carro, agradeço a ele e toda a equipe", finalizou. A próxima etapa acontece dia 13 de setembro em Campo Grande (MS).

Tags: