Matos mira o Q2 em Brasília

"Espero ter novamente um bom carro", diz

Em sua primeira temporada no Circuito Nova Schin Stock Car o mineiro Rafa Matos ocupa a 14a posição na tabela. Buscando fechar o ano entre os 10 melhores, o piloto da Hot Car Competições aposta em uma melhor condição de largada, para brigar por pontos e se garantir entre os primeiros. O Autódromo Nelson Piquet, em Brasília, recebe a 11a etapa do ano no próximo domingo (11/10).
 
"A pista de Brasília não tem muito segredo, é relativamente fácil, o que deve aproximar bem o grid. Espero ter novamente um bom carro, como na primeira vez que passamos por lá (em junho), só que agora com o motor novo, já que tive de troca-lo na última etapa em Curitiba. Colocando o carro na disputa do Q2, acredito que teremos mais chances e isso vai comprovar nossa boa performance. A intenção principal é largar mais à frente e sair das confusões do pelotão intermediário, que são inevitáveis e acabam comprometendo a corrida de muitos pilotos", comentou Matos.
 
"Nosso segundo objetivo é terminar as corridas na zona de pontuação. E, com certeza, estou bem motivado e animado para continuar brigando por um lugar entre os dez melhores no ano", acrescentou Matos.
 
Amadeu Rodrigues, chefe da equipe paulista, está confiante para o retorno ao Distrito Federal e acredita em um bom desempenho no anel externo. "A expectativa para Brasília é boa. Teremos nosso motor titular novamente no carro que foi refeito, após a quebra em Curitiba. Analisando os dados na equipe, chegamos à conclusão que o motor que usamos tinha um desempenho inferior ao titular. Vamos trabalhar forte para termos um carro competitivo e poder buscar nosso objetivo, que é colocar o Rafa entre os 10 primeiros, e permitir que o Wellington tenha um bom resultado para poder melhorar nossa posição no campeonato de equipes", explicou Rodrigues.
 
Companheiro de equipe de Matos, o goiano Wellington Justino comemora mais uma disputa no DF. "Estou bem animado. Acho que é uma etapa que podemos ir bem. Tivemos um acerto bom lá, na última vez que passamos por Brasília, no meio do ano", afirmou o dono do carro #26, que terminou a última prova em Brasília na 17ª posição.