Maior consumo de combustível

E desgaste de pneus

O forte equilíbrio da Stock Car já é bastante conhecido, mas teve uma demonstração ainda mais impressionante na briga pela pole position no treino disputado hoje, em Santa Cruz do Sul, onde está sendo disputada a nona etapa da temporada 2014. Quatro pilotos brigaram pela última vaga no Q2 (que reúne o top-10 que disputa a pole) separados por menos de um décimo de segundo.

Entre estes pilotos, estava Valdeno Brito, da equipe Shell Racing, que venceu a corrida principal (de 40 minutos) na etapa disputada em Santa Cruz do Sul em abril deste ano. O paraibano registrou o tempo de 1min19s491, a exatos 0s08 de Felipe Fraga, que conseguiu a vaga no Q2 com o décimo tempo. Assim, Valdeno larga amanhã na 13a colocação.

"Foi realmente um dos treinos mais disputados do ano e por muito pouco não conseguimos uma vaga no Q2, em que poderíamos lutar por um lugar nas primeiras filas. É claro que fica um sentimento de que poderíamos ter classificado melhor, até porque fomos quarto lugar ontem e sexto lugar no treino hoje de manhã. Ao mesmo tempo, sabemos que temos um carro rápido para corrida", diz Valdeno, que está na oitava colocação do campeonato, com 98 pontos.

Popó Bueno acredita que, largando na oitava fila (com a 15a colocação, com o tempo de 1min19s742), pode ter um leque de estratégia que o permita lugar por um top-10 na corrida principal (de 40 minutos) e ainda um lugar privilegiado no grid da corrida 2 (de 20 minutos): o décimo larga na pole, o nono sai em segundo e assim sucessivamente.

"Não digo que a gente teria condições de brigar pela pole, mas um lugar no Q2 era possível. Em todo caso, sabemos que a luta para chegar em décimo na corrida principal é grande, porque há pilotos que estão atrás de nós que também podem arriscar na estratégia e fazer uma parada ousada, sacrificando a corrida 2 em busca de pontos na 1. O importante é escapar das confusões na largada, algo tradicional aqui em Santa Cruz do Sul, pois temos condições de pontuar bem nas duas corridas", diz Popó.

Rodolpho Mattheis, chefe da equipe Shell Racing, também avaliou como ampla as possibilidades de estratégia de corrida para os dois pilotos.

"Conseguimos ter os dois carros no top-15, o que é sempre bom em uma categoria competitiva como a Stock Car, mas nossa expectativa era conseguir classificação para o Q2 para os dois pilotos, especialmente depois dos bons treinos livres que tivemos aqui em Santa Cruz do Sul. Temos uma ampla possibilidade de estratégia para amanhã, que vai depender também das entradas do safety car. O consumo de combustível e de pneus está acima do esperado e isso fará a corrida ser ainda mais disputada", diz Rodolpho, citando a troca obrigatória de pneu na primeira corrida de domingo.

Pela previsão das equipes, em Santa Cruz do Sul o pit stop deve contar com reabastecimento de dois galões de Shell V-Power Etanol, o combustível oficial da Stock Car, fornecido pela Raízen a todas as equipes do grid. A largada da corrida 1 será às 10h, com transmissão ao vivo pelo Sportv.