Jimenez coloca C2 Team na segunda colocação

Em apenas duas corridas pelo time paranaense, o paulista levou a C2 Team ao pódio

O domingo de Páscoa foi marcado por uma tumultuada corrida nas ruas de Ribeirão Preto/SP, onde a chuva marcou a primeira parte da disputa e a pista seca fechou o final de semana e fez valer o talento de Sergio Jimenez com a ótima estratégia da C2 Team, que no pitstop optou pela troca do pneu de chuva pelo slick.

Sua estratégia então se mostrou muito certa. O piloto, que na temporada passada disputou o título, levou a equipe para a segunda colocação."Optamos por fazer um carro mais para a chuva e a estratégia foi acertada. Éramos muito rápidos, mas essa pista é muito ruim de ultrapassar, muito difícil”, disse.
“O pessoal estava jogando muito duro, mas consegui ir escalando pouco a pouco. Quando começou a secar a pista éramos um dos mais rápidos. Em uma disputa com o Galid acabei tentando fazer uma ultrapassagem por fora, forcei um pouco, escorreguei e nos tocamos. Coisa de corrida, optei por passar reto”, completou.

"Falei para a equipe que a pista estava seca. Fizeram as contas para ver se valia a pena parar e trocar os pneus, e a estratégia foi perfeita. Fomos os primeiros de slick, mas os pilotos com pneus de chuva também estavam rápidos e dificultaram muito as ultrapassagens. Mas estou bastante contente, o trabalho foi ótimo, começar com um segundo lugar e próximo ao líder do campeonato é muito bom. É importante fazermos muitos pontos e chegar no final do campeonato disputando o título. A equipe evoluiu muito da etapa anterior para essa, mas vamos melhorar ainda mais", finalizou o piloto.

Companheiro de equipe de Jimenez, Casagrande foi um dos grandes destaques da primeira corrida. Mas uma punição acabou custando caro, estragando todo um grande trabalho no final de semana e impedindo o jovem piloto de conquistar um grande resultado.

"A primeira corrida foi muito boa pra mim, tínhamos um ritmo muito bom, fazendo as melhores voltas, uma atrás da outra. O carro estava bem acertado e estávamos escalando o pelotão de uma maneira limpa. Até que eu fui tocado pra fora da pista, e recebi uma penalização de drive through. Não entendi o por quê, mas acabei sendo excluído da prova. Então perdi meus pneus e pushs, com isso tive que largar em último na segunda corrida. Cheguei a estar em décimo, mas perdi uma posição na última volta. Acabamos ficando quase sem freios pela temperatura alta que chegou aqui, mas estou muito feliz pelo pódio do Jimenez. Sei que as coisas estão só começando a melhorar e a gente tem muito o que conquistar esse ano", destacou Casagrande.