Etapa

Início dos trabalhos na Argentina

Estratégia de parada para reabastecimento e troca de pneus será ponto importante na corrida devido ao asfalto abrasivo do circuito em Buenos Aires

Depois de visitar o Obelisco, um dos principais pontos turísticos de Buenos Aires, no primeiro dia dos pilotos da Stock Car na capital argentina, nesta quinta-feira os competidores foram conhecer a pista e estrutura do Autódromo Oscar y Juan Gálvez, palco na nona etapa da principal categoria do automobilismo brasileiro neste domingo. Uma foto com todos os carros no grid foi feita para celebrar a união da Stock Car com a Super TC2000.

O traçado técnico, com asfalto muito abrasivo e zebras altas, vai exigir bastante dos pilotos e do equipamento. Para esta etapa, as equipes terão a possibilidade de adquirir dois pneus novos extras para usar no fim de semana. “ Muito provavelmente, e como sugerido pela Pirelli, a troca dos dois pneus do lado esquerdo do carro, em ambas as provas, será inevitável pela alta abrasividade da pista. Este ingrediente extra abrirá a oportunidade de as equipes traçarem estratégias muito diferentes entre elas, algo que terá fundamental importância nos resultados das corridas”, destaca Fabio Magliano, Gerente de Produtos Car e Motorsport da Pirelli.

Thiago Meneghel, chefe de equipe da Shell Racing também destacou a importância dos pneus e a volta da Stock Car à Argentina. "Esperamos fazer uma boa etapa na corrida de Buenos Aires. É sempre positivo voltarmos a um autódromo em que já estamos há algum tempo sem competir. O público argentino tem uma forte cultura de automobilismo, o que é uma motivação adicional. Vamos monitorar de perto o comportamento dos pneus, já que o desgaste pode ser um fator importante na prova".