Hot Car comemora

Foi a primeira vitória da equipe

São anos de trabalho, comprometimento e profissionalismo. Uma luta, marcada pelo amor ao automobilismo e, finalmente, hoje, a equipe Hot Car Competições, chefiada pelo ex-piloto e engenheiro Amadeu Rodrigues, pôde comemorar sua primeira vitória na principal categoria do automobilismo nacional. O mineiro Rafa Matos venceu a segunda prova da nona etapa da Stock Car no autódromo internacional de Santa Cruz do Sul e também comemorou sua primeira conquista na categoria, em sua segunda temporada na equipe.

O companheiro Felipe Lapenna também conquistou dois excelentes resultados, terminando em sexto lugar nas duas provas da rodada dupla. Além de Matos, o paulista Thiago Camilo também foi um dos vencedores deste domingo. Com muitos incidentes, entradas do Safety Car e disputas, as provas trouxeram ainda mais emoção na briga pelo campeonato, com o líder Átila Abreu com apenas meio ponto de vantagem para Rubens Barrichello. Ingredientes que aumentam as expectativas para as etapas finais.

Na primeira corrida, Lapenna largou em 14º e Rafa em 20º. Os dois conseguiram sair ilesos das confusões e batidas do início da prova e avançaram algumas posições. Rafa, logo na primeira volta, pulou de 20º para 15º. No pit stop, a equipe arriscou na estratégia, trocando apenas o pneu traseiro direito e colocando 20 litros de combustível, o que acabou colocando a dupla mais à frente. Lapenna cruzou a linha de chegada em sexto e Rafa em décimo.

Com os dez primeiros invertidos no grid da segunda prova, Rafa largou na pole e Lapenna em quinto. Assim como a primeira prova, houve duas intervenções do Safety Car na bateria final, o que ajudou na estratégia de menos consumo de combustível e pneus. Rafa ainda chegou a brigar pela posição com Júlio Campos, mas no final cruzou a linha de chegada em primeiro, com Campos em segundo e Max Wilson em terceiro. Lapenna foi novamente o sexto colocado.

"Alívio é pouco. Estou em outra dimensão. É uma felicidade que não sei descrever. Sempre fizemos um bom trabalho, tivemos bons pilotos e batíamos na trave. Vencer é fantástico. Gostaria de agradecer a todos os funcionários da equipe, aos meus patrocinadores e aos pilotos pela perseverança. Foi um final de semana que ficará marcado na história da Hot Car", comemorou Rodrigues.

"Apesar dos problemas no classificatório, quando fomos atrapalhados por uma bandeira vermelha, sabíamos que tínhamos dois carros bons. Fizemos uma estratégia perfeita, trocando apenas um pneu e arriscando ao colocar apenas 20 litros de combustível, pois sabíamos que as chances de terem mais entradas do Safety Car eram grandes. Mas, a maioria das equipes também adotou essa estratégia. Então vencemos também pelo nosso trabalho de box, pois fomos muito rápido nas trocas. Estão todos de parabéns, todo mundo trabalhou 100% aqui em Santa Cruz", continuou o chefe da equipe.

Matos, piloto com vários títulos em categorias de base do automobilismo e com passagem pela Fórmula Indy, também comemorou muito sua vitória. Na temporada, o piloto já havia subido ao pódio em Brasília, com um segundo lugar. "É indescritível, um resultado que eu estava esperando há bastante tempo. Não tinha mais push (botão de ultrapassagem) pra corrida final e foi uma briga tremenda com o Júlio. Ele também estava brigando pela sua primeira vitória e sabia que não iria vender barato. Mas essa vitória era minha", festejou o mineiro que pilota o Stock #2. "Também gostaria de ressaltar todo o trabalho da equipe, que ficou ontem até uma hora da manhã trabalhando no carro e agradecer ao Amadeu, à Hot Car e à Bardahl pela oportunidade de estar na categoria há dois anos, tem sido um grande aprendizado, e também ao meu pai. Foi minha primeira vitória após a morte dele, há três anos, mas tenho certeza que ele estava olhando por mim", completou Matos, que soma 67 pontos na temporada e está em 17o lugar.

Lapenna também estava muito feliz com seu melhor final de semana na Stock Car. "Estamos chegando perto do pódio também. E estou muito feliz pelo Rafa e pelo Amadeu. Foi meu melhor resultado na Stock e consegui ser sexto nas duas corridas. Na largada da corrida 2, ainda fui prejudicado e perdi posições, poderia ter chegado até mais à frente, mas valeu demais, foi muito bom. Sem dúvida, dará um novo ânimo para as provas finais", finalizou o paulista, dono do Stock #110, que agora é o 16o no campeonato, com 69 pontos.

A categoria terá agora uma pausa de mais de um mês, voltando para a etapa de Tarumã (RS), no dia 2 de novembro.