Hot Car apoia campanha "RS contra Aedes"

Felipe Lapenna e Raphael Abbate terão logotipo da campanha promovida pela Secretaria Estadual de Saúde do RS em seus carros

Sempre atenta aos principais problemas sociais e ambientais, a equipe Hot Car Competições (Bardahl) aproveita o alcance da Stock Car - principal categoria do automobilismo nacional - para ajudar na divulgação de mais uma campanha importante para a população.

Na segunda etapa da temporada, no domingo, dia 10 de abril, no autódromo do Velopark (RS), os carros dos pilotos Felipe Lapenna e Raphael Abbate terão em suas carenagens o logo da campanha "RS contra Aedes", promovida pela Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul, em parceria com o Telessaúde, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e com o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS).

Os pilotos também farão a distribuição de folders sobre a campanha de combate ao mosquito transmissor de dengue, chikungunya e zika vírus durante a visitação do público aos boxes na corrida gaúcha.

Lançada em dezembro passado, a campanha "RS contra Aedes" conta com site, aplicativo, hashtag e números de telefone e WhatsApp para repassar informações ao maior número de pessoas e facilitar a denúncia de possíveis focos do mosquito.

Em www.rscontraaedes.ufrgs.br, a população encontra dados, um mapa do Rio Grande do Sul indicando a localização e quantidade de casos confirmados das doenças transmitidas pelo mosquito, além de dicas de prevenção e um espaço para denúncias.

"Sempre tentamos aproveitar o alcance da Stock Car para ajudar campanhas como esta que são muito importantes para a população. Agradecemos a parceria da Secretaria Estadual de Saúde, que nos deu o aval de levar a marca da campanha em nossos carros. Esperamos ajuda-los no combate ao mosquito", declarou o chefe da equipe Amadeu Rodrigues.

O piloto Raphael Abbate lembrou sobre a importância de não deixar água parada, principalmente em um item muito usado nas corridas: os pneus. "A campanha é de grande importância. Temos de estar atentos para não deixar água parada em hipótese alguma. E, já que estamos falando de Stock Car, gostaria de reforçar um dos principais itens que são os pneus. Muitos ficam jogados em garagens e depósitos e, inclusive, em muitos autódromos. Os administradores devem tomar muito cuidado para não criar um local para reprodução em massa do mosquito", destacou o piloto de 24 anos.

O companheiro Felipe Lapenna também concorda com Abbate. "É muito legal poder divulgar campanhas como esta e lembrar a população dos pequenos cuidados que podem representar muito no combate a este problema que tomou conta do nosso país", completou.