Imprevisto arruína estratégia de Foresti em Goiânia

"Inacreditável", diz Lucas sobre o acontecido na etapa de Goiânia da Stock Car. Por conta de acontecido, brasiliense prefere abdicar da etapa para poupar equipamento de olho para encontro do final de semana no Rio Grande do Sul

Mesmo largando “para lá do Deus me livre” por conta de um problema no bico da vela de seu motor, Lucas Foresti até tinha esperança de levar para casa um bom resultado na rodada dupla de Goiânia da Stock Car, realizada há uma semana. Afinal, são duas corridas e tudo poderia acontecer.

Largando de 26º, Lucas teve a manha de cruzar a primeira volta entre os 15 primeiros. A reação tem justificativa tática: com o resultado comprometido pelo estouro no pneu traseiro, Lucas optou por sacrificar a primeira corrida e poupar não só os "sapatos", como todos os botões de ultrapassagem para a segunda. Com isso, ele passou a ter um acionamento volta-sim-volta-não e, com pneus novos e tanques cheios, não havia a necessidade de parar - ao contrário de pelo menos quase dois carros do grid.

Este panorama deixou Lucas em nono na segunda volta, mas aí veio o raio. Ou melhor, o estouro. E aí o negócio foi recolher e guardar pneus e equipamentos para o encontro de daqui duas semanas, em Santa Cruz do Sul (RS), no dia 5. Vai que estouram outros pneus...

"A gente sabia que o fim de semana já estava completamente comprometido e traçamos uma estratégia privilegiando a segunda corrida. Por isso o furo da primeira não foi um grande incômodo, apesar de ter impedido uma posição melhor no grid para a segunda prova. Só que foi inacreditável o que aconteceu na segunda. O carro estava fantástico, tinha pleno potencial de terminar entre os cinco primeiros, mas paciência, corridas são assim", lamenta o piloto da CVC Full Time, que saiu de Goiânia sem levar nenhum pontinho.

E vida que segue.