Foresti, enfim, consegue somar bons pontos

Depois de três etapas onde mal conseguiu competir, Lucas Foresti terminou em P7 na corrida 1, somando pontos após seis corridas em branco

A sétima posição conquistada por Lucas Foresti na primeira corrida da rodada dupla de Curitiba, há duas semanas, é um bom alento, olhando a classificação final da primeira prova. Pode até ser considerado pouco, mas, assistindo a corrida e vendo o enorme equilíbrio entre todos os carros, a posição é respeitável e admirável. Largando em P13 e tendo um problema momentâneo de câmbio durante duas voltas que assustou toda a equipe CVC Full Time ProGP, Lucas Foresti priorizou a prova 1 e evoluiu nada menos que seis posições.

"A gente queria pontuar. Queria espantar a zica. Fiz de tudo. Colocamos pimenta vermelha nos boxes, usei o macacão que ganhei no ano passado, mexemos em tudo o que pudemos no carro e, ufa, deu certo! Foram seis corridas! Em Londrina não consegui completar nem quatro curvas! Estava com saudade de dar mais de três voltas em uma corrida. Foram 34. Mais do que todas as três últimas etapas juntas", celebra Lucas.

Já a segunda corrida teve um pneu estourado e Lucas preferiu poupar equipamento e os outros pneus para Goiânia, etapa que está marcada para o dia 6 de novembro. "Estamos voltando para a posição que é a nossa realidade. Temos condições de brigar cada vez mais entre os dez primeiros e queremos fechar a temporada com chave de ouro. Estamos trabalhando para isso", completa o único piloto de Brasília da Stock Car.