Equilíbrio dá a tônica da temporada

Cinco corridas e seis vencedores diferentes no Circuito Schin Stock Car 2015. Quem será o próximo?

Você não leu errado. Seis vencedores diferentes em cinco corridas disputadas na temporada 2015 do Circuito Schin Stock Car. Ok, cinco carros, se levarmos em consideração a vitória de Ricardo Maurício e do argentino Nestor Girolami na Corrida de Duplas em Goiânia, que abriu o campeonato no final de março.

Fato é que o equilíbrio, mais uma vez, está alto na maior categoria do automobilismo brasileiro, bem como Max Wilson destacou após sua vitória na segunda bateria no último domingo (26) no Velopark. “Tranquilo nunca é. A competição é muito forte”.

Cinco titulares e três equipes já venceram neste ano: Ricardo Maurício/Nestor Girolami e Max Wilson (Goiânia e Velopark) pela Eurofarma-RC; Cacá Bueno e Daniel Serra (Ribeirão Preto e Velopark) pela Red Bull Racing, e Tuka Rocha pela União Química/Bassani também em Ribeirão Preto.

Mas não é só de vitórias que se faz um campeão. A regularidade é item importantíssimo em uma categoria de nível tão alto como a Stock Car. E Julio Campos é um exemplo disso. Ainda não venceu em 2015, mas é o vice-líder do campeonato com 59 pontos, apenas três atrás do líder Cacá Bueno. O piloto da Prati-Donaduzzi tem três pódios – dois deles conquistados no Velopark no último final de semana, feito inédito no sistema de rodadas duplas implantado pela Vicar em 2014.

Tamanho equilíbrio se traduz na tabela do campeonato. Líder e vice-líder separados por apenas três pontos. Do primeiro colocado ao 12º, que é Diego Nunes, da Vogel, são 38 pontos de diferença – contando que em cada rodada dupla são 39 (24 da vitória na primeira prova e 15 na segunda) pontos em jogo. E 29 dos 31 pilotos do grid já pontuaram nesta temporada, o que mostra o quanto está aberta a disputa pelo título do atual campeonato.

E a próxima etapa do Circuito Schin Stock Car acontece em 31 de maio no Autódromo de Curitiba, que fica localizado na cidade de Pinhais, na região metropolitana da capital paranaense.

Tabela do campeonato após três etapas (cinco corridas):
1-) Cacá Bueno – 62 pontos
2-) Julio Campos – 59
3-) Marcos Gomes – 51
4-) Rubens Barrichello – 49
5-) Max Wilson – 48
6-) Ricardo Maurício – 44
7-) Allam Khodair – 40
8-) Thiago Camilo – 38
9-) Daniel Serra – 36
10-) Sérgio Jimenez – 36
11-) Vitor Genz - 25
12-) Diego Nunes - 24
13-) Tuka Rocha - 21
14-) Felipe Fraga - 20
15-) Átila Abreu - 19
16-) Galid Osman - 18
17-) Antonio Pizzonia - 18
18-) Felipe Lapenna - 16
19-) Valdeno Brito - 15
20-) Ricardo Zonta - 15
21-) Rafael Suzuki - 15
22-) Gabriel Casagrande - 13
23-) Luciano Burti - 12
24-) Denis Navarro - 11
25-) Rafa Matos - 7
26-) Popó Bueno - 4
27-) Raphael Abbate - 2
28-) Lucas Foresti - 1
29-) Bia Figueiredo - 1