Em duas corridas

Valdeno ganha 30 posições

A décima etapa da Stock Car 2014, disputada hoje, em Tarumã, foi marcada pelo atraso decorrente da forte chuva que atingiu Viamão hoje à tarde. Após cinco horas de espera, a largada foi dada e a corrida foi marcada por muitas disputas acirradas e corridas de recuperação, como o quarto colocado, Valdeno Brito, que ganhou 16 posições na corrida 1, na qual largou em 20o. Ao todo, o piloto da Shell Racing ganhou 30 lugares nas duas corridas, já que teve que fazer um pit stop na prova 2, caiu para 23o e ainda assim se recuperou para chegar na nona colocação.

Com os pilotos somados, Valdeno segue na luta pelo título da Stock Car em 2014, com 125 pontos, 45 atrás do líder - ainda estão em jogo 87 nas duas últimas etapas. Além de se manter matematicamente na briga pelo título, o piloto da Shell Racing ainda foi destaque com a ultrapassagem dupla sobre Luciano Burti e Max Wilson, que lhe garantiu a quarta colocação.

"Foi uma das nossas melhores corridas na temporada, conseguindo boas ultrapassagens, como esta dupla sobre o Burti e o Max, e também com ritmo bom mesmo quando o pneu de chuva já começava a apresentar desgaste. Para a prova 2, a gente teve que parar para colocar pneus e reabastecer, e mesmo assim conseguimos um top-10 com uma corrida de recuperação em uma prova de apenas 20 minutos. Estamos firmes na briga pelo título", diz Valdeno, que chegou na nona posição na prova 2.

A forte chuva que caiu o dia todo hoje em Viamão, na Grande Porto Alegre, aliada à problemas de aderência e drenagem na pista gaúcha fizeram com que os comissários e a organização optassem por não realizar a corrida neste domingo. Os pilotos apoiaram a decisão, como afirmaram Popó Bueno.

"Foi a melhor decisão, embora a espera talvez tenha sido muito longa. Fiquei feliz em marcar pontos na corrida 1 mesmo largando na 27a colocação, e na prova 2 eu teria condições de ir ainda melhor, pois muitos pilotos à minha frente teriam que fazer pit para trocar pneu e abastecer. Daria para ficar entre os dez primeiros, mas o carro entrou em modo de segurança e com isso perdi rendimento", diz Popó, que chegou na 18a colocação na corrida 1 e 17o na 2.

Rodolpho Mattheis, chefe da equipe Shell Racing, destacou a garra do time em Tarumã. "Tivemos dificuldades no treino classificatório e soubemos reagir com uma grande prova no domingo, com duas provas de recuperação incríveis do Valdeno. Também teríamos chance de um top-10 com o Popó na 2 não fosse o problema no final. Agora é buscar diminuir ainda mais a diferença dos líderes na penúltima etapa, daqui a duas semanas, e chegar em Curitiba com chance de título", diz Mattheis.