Dos males o menor

Rafael Suzuki e Luciano Burti superaram uma classificação complicada no Velopark, onde a recuperação na prova era a meta da dupla da equipe paranaense RZ Motorsport

A terceira etapa da Stock Car, no Autódromo Internacional do Velopark, em Nova Santa Rita (RS), no final de abril, foi um grande espetáculo para o público que lotou as arquibancadas. Na pista, o que se viu foi um festival de ultrapassagens e boas disputas a cada volta. Os pilotos da RZ Motorsport, Rafael Suzuki e Luciano Burti, tiveram uma classificação complicada e largando, do meio do pelotão, os dois tinham como meta a recuperação.

Nas primeiras voltas a dupla vinha conquistando posições e impôs um ritmo forte, o que indicava um bom resultado, mas na metade da prova Burti não conseguiu desviar de um carro que rodou na sua frente e teve que entrar pra box. Já Suzuki acabou tendo perda de rendimento do seu carro. "Foi um final de semana difícil. Temos que pensar no ótimo trabalho que a equipe vem fazendo e da evolução que vem acontecendo a cada etapa. Temos muito trabalho pela frente e precisamos a recuperação na próxima etapa", analisou o ex-F1, que ficou em 13º na corrida 2.

Com muita determinação, Suzuki brigou até a bandeirada para conquistar o máximo de pontos, cruzando a linha de chegada em 15º na corrida 1. "Foi uma corrida onde a estratégia determinou o resultado final, como largamos no meio do pelotão sabia que ia ser uma corrida, onde as primeiras voltas seriam decisivas lutando para se livrar das confusões da largada e foi o que aconteceu", disse o paulista radicado no Maranhão.