Desafio: Troca de pilotos na primeira etapa

Estimativa é que procedimento leve até 40 segundos, o que pode ser decisivo para um bom início de temporada

A primeira etapa desta temporada, no dia 23 de março, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo – SP, traz novidades para o Circuito Schin Stock Car. Além dos novos pneus slick - mais altos e largos -, do câmbio eletrônico, e de mudanças no regulamento, a primeira prova será disputada em duplas, e a troca dos pilotos será realizada no pit stop, procedimento inédito em mais de 30 anos de existência da categoria.

Júlio Campos explica que ao mesmo tempo em que proporcionará uma atração adicional ao público nas arquibancadas e aos espectadores diante da tevê, a troca de pilotos poderá até decidir a prova.

"Os cálculos preliminares indicam que a substituição do piloto levará em torno de 40 segundos. Mas, dependendo da agilidade, a operação poderá ser cinco segundos mais ou menos rápida. E essa diferença pode decidir uma corrida", observa Campos, que fez a pole position na primeira etapa do ano passado, também em Interlagos.

Em Interlagos, ele fará dupla com Fábio Carbone, grande rival de Felipe Massa na Fórmula Chevrolet, em 1999, e vice na conquista daquele título do atual piloto da Williams. "Carbone conhece bem esse sistema de troca de pilotos dos seus tempos na Super GT, no Japão, e sua experiência será muito útil para nós", complementa.