Curitiba volta a receber uma etapa da Stock Car

Encontro deste final de semana será a terceira passagem da categoria pela casa da RZ Motorsport em 2015

Durante muitos anos, o autódromo de Interlagos foi importante palco das temporadas da Stock Car. No entanto, este cenário mudou um pouco nas últimas temporadas: com o circuito da capital paulista fechado para reformas, Curitiba surgiu como uma alternativa para ser a nova "casa" da categoria. A cidade tem um bom autódromo, hotelaria e infra-estrutura de primeira , com muitas equipes e muitos pilotos do Paraná no grid.

A RZ Motorsport, uma das seis equipes sediadas na capital, vê com bons olhos os três encontros que acontecerão em casa. "Correr em casa nos dá algumas facilidades, principalmente, na logística. Além disso, a estrutura do autódromo é um das melhores do país, o que ajuda também. Agora esperamos converter essas vantagens em resultados dentro da pista", destacou o chefe da equipe, Jorge Salmini.

Para o ex-F1 Luciano Burti, na teoria todas as equipes voltariam a disputa da 6ª etapa com uma certa igualdade de condições, mas na prática isso acaba mudando. "Essa é a terceira vez que estaremos em Curitiba contando com o treino livre e a 4ª etapa, o que teoricamente nesta terceira passagem da categoria teria que ter um equilíbrio maior, mas a Stock Car é tão competitiva que isso não segue a regra, pois é sempre possível que alguém se destaque no final de semana, mesmo com todos já tendo andando em Curitiba", explicou o piloto do carro #14.

Burti ainda faz uma ressalva em relação a grande competitividade da categoria. "Se eu tivesse que fazer uma aposta eu apostaria que pilotos diferentes farão a pole position, que a última vez foi do Galid (Osman) e acho que serão outros pilotos e as duas corridas terão vencedores diferentes. A categoria é tão equilibrada na sua essência que não faz tanta diferença conhecer mais ou menos a pista, geralmente, o equilíbrio acontece, mas não é impossível que tenha um destaque no final de semana", salientou.

Rafael Suzuki acredita que correr na capital paranaense tem suas vantagens. "Correr em Curitiba é bom, além de ser a casa da RZ, é a pista onde mais treinamos e corremos no atual calendário, o que facilita notar as evoluções no carro. Gosto muito do circuito e particularmente prefiro correr na pista inteira ao invés do anel externo. Estou confiante para essa etapa, a equipe tem trabalhado muito para sermos mais competitivos e acho que vamos começar a colher os frutos desse trabalho a partir desse fim de semana", destacou o piloto do carro #08.