Chuva durante toda a manhã

Caiu muita água em Tarumã no domingo

 

Foi preciso muita cautela dos diretores de prova e paciência com o clima instável do Rio Grande do Sul para que acontecessem as provas da Stock Car, principal categoria do automobilismo brasileiro. Prevista para as 11h, a primeira largada ocorreu apenas por volta das 16h30. A forte chuva deixou a pista perigosa e o temor aumentou ainda mais após uma sequência de acidentes na Curva 1, durante a disputa do Brasileiro de Turismo, preliminar da Stock Car. O gaúcho Vitor Genz da equipe Boettger/Neugebauer, conseguiu a melhor posição na primeira prova terminando em 12º lugar.

A primeira corrida teve a vitória de Júlio Campos seguido de Allam Khodair e Ricardo Maurício. O representante gaúcho na categoria, Vitor Genz, havia largado na 7ª posição e brigou até a última volta para se manter entre os 10 primeiros colocados, mas perdeu rendimento no final cruzando em 12º.

Na segunda prova, a estratégia de Vitor Genz foi ousada para tentar conseguir surpreender. O piloto foi para os boxes e colocou os pneus para pista seca, na expectativa que os carros formassem o trilho no asfalto e o rendimento melhorasse para as voltas finais. Apesar do esforço, uma punição para o piloto, que teve que fazer uma passagem pelos boxes, impediu que conseguisse um resultado melhor ficando no 17o lugar.

A segunda prova em Tarumã, com o grid invertido nas dez posições, proporcionou novas disputas. Três ex-pilotos da Fórmula-1 brigaram até o fim pela vitória. O lugar mais alto no pódio ficou com Antônio Pizzonia, seguido de Rubens Barrichello e de Ricardo Zonta.