Cascavel rende excelente resultado à Full Time

Equipe colocou três de seus quatro pilotos no top-5 da segunda corrida no oeste paranaense

O final da segunda corrida de Cascavel (PR), disputada há exatamente um mês, ainda não sai da cabeça de seus protagonistas. Também pudera. Thiago Camilo abriu a última volta com a vitória encaminhada, mas ficou sem gasolina a três curvas do final. Isso abriu caminho para a dobradinha da Full Time com Allam Khodair em primeiro e Rubens Barrichello em segundo. Entretanto, Khodair também sentiu o motor dar falta de combustível a centímetros da linha de chegada, quando Barrichello vinha ‘de cano cheio’ com o push acionado. A dobradinha se confirmou, mas com as posições invertidas em relação a como estavam no momento em que entraram na reta de chegada.

Para completar o bom desempenho dos times chefiado por Maurício Ferreira e Duda Pamplona, Felipe Guimarães cruzou a linha de chegada na quinta colocação. Três carros entre os cinco primeiros. Nada mal. Ainda mais depois de etapas complicadas, que revezavam pole-positions e desempenhos ruins nas corridas, além de outros azares como acidentes ou quebras.

“Final de semana muito difícil, aliás todos até agora. Falta de sorte, que na minha definição é igual a competência junto com oportunidade, tem horas que temos tido competência sem oportunidade e vice e versa. O que regulamento da rodada dupla proporciona é justamente uma segunda corrida para salvar algum tipo de problema da primeira prova. Na classificação com o Allam nos colocamos muito mal no grid e com o Rubens não, ele era um cara para vencer a corrida de número #1. Depois da largada com modo de segurança ele ficou para trás, consequentemente ele entra na parte de estratégia para a segunda corrida, assim como era com o Allam. Infelizmente com o Allam acabou faltando combustível na reta final, mas por outro lado quem superou ele foi o Rubens herdando a vitória para a equipe, então saímos satisfeitos dessa etapa”, destacou Maurício Ferreira.

“Saímos com um resultado satisfatório daqui, pois o Felipe conseguiu um P5 depois de alguns problemas com o acerto do #66 durante o final de semana inteiro. Pontuamos e isso alivia de fato a situação. O Lucas (Foresti) teve problemas eletrônicos que acabou danificando as duas corridas dele. Agora estamos trabalhando para voltarmos mais competitivos no segundo semestre”, completou Duda Pamplona.