Casagrande e pé pesado

Acidentes da segunda corrida complicaram final de semana dos pilotos da Axalta C2 Team

A Axalta C2 Team chegou muito perto de emplacar mais um Top10 na penúltima etapa do Circuito Schin Stock Car em 2015. Gabriel Casagrande saiu da 21ª colocação para cruzar a linha em 11º. Uma ultrapassagem mais e estaria na ponta do grid da segunda corrida, com chances de brigar por sua primeira vitória na Stock Car.

"Fizemos um excelente corrida de recuperação, a classificação não foi como a gente esperava, pela expectativa gerada pelo nosso treino livre, acabamos errando na calibragem, saímos de uma posição bem complicada para a largada, mas conseguimos desviar de todas as confusões e ganhei cinco posições já na primeira volta, sem nenhum acidente, ninguém ter rodado, foi ganho de posição dentro da pista. Estou muito feliz com isso, muito feliz pelo ritmo do carro na primeira corrida" disse Casagrande, que não conseguiu completar a segunda corrida por conta de um toque.

Sérgio Jimenez também não conseguiu fechar a corrida dois por acabar se envolvendo em um acidente. "Nossa primeira corrida foi complicada, ficamos em 18º. Já na segunda sofremos um toque que furou pneu, quebrou spoiler, foi um grande prejuízo", lamentou.