Cacá e Serrinha

Pilotos no pódio

A etapa do Velopark, em Nova Santa Rita (RS), começou de uma forma inusitada. Mesmo sob forte sol e calor, a largada aconteceu em fila indiana atrás do safety car para evitar acidente na famigerada curva 1. Largando em terceiro, Daniel Serra chegou a liderar a primeira corrida da rodada dupla, mas completou em terceiro, após problemas no pit stop. Já Cacá Bueno, conseguiu se recuperar, após começar em sexto, para terminar em segundo. Ambos, entretanto, ficaram com gostinho de quero mais. No caso, o alto do pódio.

Corrida 1
Após pedido dos pilotos, devido ao histórico de acidentes na primeira curva no circuito gaúcho, a direção de prova optou por iniciar a corrida com safety car e todos os carros alinhados em fila indiana. Pelo menos, deu certo. Não houve nenhum problema no início e todas as posições foram mantidas. Na abertura da segunda volta, Cacá superou Galid Osman para assumir o quinto lugar, levando o troco na passagem seguinte.

Serrinha, por sua vez, manteve a terceira colocação, atrás do pole position Julio Campos e de Rubens Barrichello, que largara em segundo, durante toda a primeira parte da prova, até a décima volta, quando superou o ex-piloto de Fórmula 1 e pular para segundo.Com uma desvantagem de mais de três segundos para o líder da corrida, o piloto do carro #29 foi a caça do primeiro lugar.

Com um carro muito bem equilibrado para o traçado de 2278 metros, o paulista da Red Bull Racing recuperava terreno em relação ao ponteiro a cada passagem. Até que, na abertura da 19ª volta, a suspensão dianteira direita de Campos quebrou na freada da curva 1, deixando o caminho livre para Serrinha assumir a liderança da prova. Enquanto isso, um pouco mais atrás, Cacá finalmente conseguiu se livrar de Galid. O próximo alvo era Barrichello, que, com a quebra de Julio, ocupava o terceiro lugar.

Quando a janela de pit stop abriu, na 26ª passagem, o piloto do carro #29 tinha uma confortável vantagem de 2,5 segundos para Valdeno Brito, que vinha em segundo. Cacá foi o primeiro piloto da Red Bull Racing a parar, na volta 27, uma volta antes do líder da corrida.

Na volta à pista, após perder mais tempo que os adversários no box, Serrinha estava logo atrás de Valdeno, com o pentacampeão bem perto. Com uma estratégia diferente, Galid assumiu a ponta da prova. Com isso, os dois pilotos da Red Bull Racing passaram a batalhar pelo terceiro lugar, até na volta 32 o paraibano parou na entrada da reta, causando a entrada do safety car após provocar a batida de Marcos Gomes, que tentou desviar do carro #77 e bateu no muro.

Na relargada, com duas voltas para o final, Cacá foi para cima de Galid, trazendo Serrinha na cola. Mas não teve tempo suficiente para superar o líder da prova, que venceu pela primeira vez na Stock Car.

"Aos poucos estamos voltando à disputa pelo campeonato. Duas corridas atrás estava em oitavo e agora já estou em terceiro. O carro estava muito bom nas duas corridas, mas aqui é muito difícil ultrapassar. Na verdade, nosso problema foi a classificação de ontem (sábado), quando o meu pneu traseiro esquerdo furou no Q2 (segunda parte do treino classificatório) e fiz o sexto tempo. Se tivesse largado mais à frente, teria boas chances de vencer a corrida longa para sair daqui com mais pontos e uma diferença menor para o Átila (Abreu, líder do campeonato). Agora vamos para Santa Cruz do Sul, que é uma pista que eu gosto bastante e, mais importante que isso, tivemos um desempenho muito bom com os dois carros na etapa que aconteceu lá este ano", afirma Cacá Bueno.

Corrida 2
Com o grid invertido entre os dez primeiros da primeira corrida, Cacá e Serrinha largaram em nono e oitavo lugar, respectivamente. Logo na primeira curva, Thiago Camilo, que largou em segundo, espalhou, após um toque com Max Wilson, e todos herdaram uma posição.

No início da segunda volta, Galid superou Cacá na disputa pelo oitavo lugar. Os dois seguiram trocando de posições nas duas passagens seguintes, até que o piloto do carro #28 conseguiu se manter entre o pentacampeão e Serrinha durante boa parte da prova, sendo superado pelo carioca no décimo giro.

À bordo do carro #29, Daniel continuava em sétimo, até a entrada de mais um safety car, por causa de um acidente com Luciano Burti na reta dos boxes. Com a relargada autorizada a uma volta para o final, nada mudou. Vitória para Ricardo Maurício, e Serrinha e Cacá recebendo a bandeira quadriculada em sétimo e oitavo, respectivamente. Daniel comentou "As coisas não deram certo como a gente gostaria. O carro estava muito bom na primeira parte da primeira corrida, antes do pit stop, mas minha parada demorou mais do que o planejado e acabei perdendo posição para o Valdeno (Brito) e o Galid (Osman). Quando voltei para a pista, o carro saia muito de frente e não consegui segurar o Cacá (Bueno). O resultado não foi ruim, mas poderíamos ter saído daqui (do Velopark) com mais uma vitória. Espero que para Santa Cruz Do Sul, onde andamos bem no começo do ano, a gente não tenha nenhum problema".

A próxima etapa da temporada 2014 da Stock Car acontecerá no próximo dia 28, novamente em terras gaúchas, desta vez em Santa Cruz do Sul.

 

"As coisas não deram certo como a gente gostaria. O carro estava muito bom na primeira parte da primeira corrida, antes do pit stop, mas minha parada demorou mais do que o planejado e acabei perdendo posição para o Valdeno (Brito) e o Galid (Osman). Quando voltei para a pista, o carro saia muito de frente e não consegui segurar o Cacá (Bueno). O resultado não foi ruim, mas poderíamos ter saído daqui (do Velopark) com mais uma vitória. Espero que para Santa Cruz Do Sul, onde andamos bem no começo do ano, a gente não tenha nenhum problema".