Betinho chega confiante a Santa Cruz do Sul

Piloto mineiro trabalha intensamente para sua nova missão: surpreender no traçado gaúcho

Seguro do bom trabalho que vem realizando com a equipe Full Time, o mineiro Betinho Valério vê na terceira etapa da temporada da Stock Car, a ser realizada no próximo final de semana (21/5), em Santa Cruz do Sul, um momento em que os resultados já devem começar a despontar. Depois de surpreender nos treinos realizados durante a etapa anterior, no Velopark (RS), o piloto diz que o time tem tomado decisões corajosas que estão ajudando a superar desafios e a tornar as metas cada vez mais factíveis.

"A nossa perspectiva é muito boa", diz ele, apoiado na força de vontade dos que sabem que estão determinados a realizar grandes missões. "Estamos desenhando uma linha evolutiva na qual cada prova tem que corresponder a um novo patamar competitivo. Por exemplo: se juntássemos os meus melhores trechos da segunda sessão de treinos no Velopark, eu teria conquistado o sétimo lugar. Isso prova que o potencial está ali e que nós estamos fazendo um bom trabalho de desenvolvimento".

Betinho Valério faz em 2017 sua temporada de retorno ao automobilismo, depois de cinco anos fora das competições. Em uma categoria tão disputada quanto a Stock Car, trata-se de uma missão quase heroica. "No Velopark, se você perdesse um ou dois décimos, cairia de cinco a dez posições no grid. É uma das categorias mais competitivas do mundo", ressalta ele. "Mas, se o desafio é grande, a qualidade do nosso time tem sido superior, como mostra nossa evolução na pista", diz o piloto.

Valério praticamente não conhece o traçado de Santa Cruz do Sul. "Fiz lá uma corrida de Fórmula Renault, em 2005, no dia da inauguração do autódromo", relata ele. "Embora já tenham se passado 12 anos, sei que é uma pista que se encaixa no meu estilo. Em relação ao Velopark, Santa Cruz segue mais o padrão dos traçados europeus, onde o acerto do carro pode fazer mais diferença. A ‘tocada’ é mais desafiadora e de alta velocidade por causa das curvas mais rápidas. E há também várias mudanças súbitas de direção. Então, é um estilo de pista agressiva, que me estimula como piloto".

Um segredo importante, segundo Valério, será a estratégia de uso dos pneus. "Isso vai exigir inteligência e arrojo. Usar os pneus na hora certa vai definir muita coisa porque a pista é rápida, tem freadas fortes e o piso é muito abrasivo", detalha o piloto. Para se preparar, o mineiro tem se dedicado ao estudo de todas as informações disponíveis - inclusive com auxílio de softwares especiais.

"A Full Time tem ajudado com os dados e referências do traçado. Trabalho com fontes como imagens de câmeras onboard e vídeos de corridas anteriores, mas isso tudo é apoiado em gráficos e números de programas especiais de telemetria e avaliação de desempenho. De posse dessas informações, vou para o simulador fazer voltas rápidas para ter uma memória visual do circuito, visando desde a memorização do traçado até informações como pontos de reaceleração e de frenagem. A missão aqui é usar estas ferramentas virtuais para me ambientar ao máximo, de forma que ao chegar na pista tudo seja automático", conclui.

Os paulistas Thiago Camilo e Daniel Serra dividem a liderança da classificação, com 69 pontos. Em terceiro está Max Wilson, também de São Paulo, com 56. A terceira etapa da temporada terá duas corridas no domingo, com largadas às 13h e 14h10, ambas com 40 minutos de duração e transmissão ao vivo pelo canal por assinatura Sportv.