Após disputar 3 categorias em 2013

Casagrande deve correr na Stock Car a temporada 2014

Ele tem sobrenome de um ex-jogador de futebol e até mesmo de piloto que andou pelas categorias brasileiras, mas depois desta sua primeira temporada entre os melhores do automobilismo nacional tem tudo para deixar de ser uma promessa e virar realidade. Gabriel Casagrande, de 18 anos, completados no primeiro semestre de 2013, disputou os três mais importantes campeonatos do País e nos dois últimos finais de semana esteve no pódio. Ele é uma das esperanças do automobilismo tupiniquim.

"Foi um salto muito grande, pois achava que ia demorar uns dois anos para completar meu aprendizado no Brasileiro de Turismo, para entender direito o funcionamento do carro. Mas tudo aconteceu acima das minhas expectativas e disputei três categorias com carros diferentes. Esse resultado de domingo, no Brasileiro de Marcas, foi um achado, pois nosso carro não estava bom e batemos cabeça o final de semana inteiro, mas depois fizemos alguns ajustes e deu certo", disse Casagrande.

Em Brasília, Gabriel Casagrande conquistou a vitória na penúltima etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo, categoria formadora de pilotos para o Circuito Nova Schin Stock Car, onde fez três corridas nesta temporada de aprendizado. No último domingo marcou um importante segundo lugar no Campeonato Brasileiro de Marcas, em Cascavel, diante de pilotos experientes e rápidos como o ex-Fórmula 1 Ricardo Zonta e o atual campeão da categoria e vencedor em 2008 da Stock Car, Ricardo Maurício, entre outros.

"Eu queria correr com carros de Turismo, pois achava que era mais emocionante. Gostei do carro do Brasileiro de Turismo, que é fácil de guiar e isso ajuda muito quem começa nessa categoria. Em 2014 estou com tudo praticamente acertado para correr a temporada inteira da Stock Car", completou.

Natural de Francisco Beltrão, no Paraná, Casagrande já tem uma temporada de experiência internacional, pois fez um ano na Fórmula Renault 2.0 na Europa e agora não tem mais sonhos de guiar monopostos.

"Foi muito bom ter começado bem jovem no Turismo, principalmente ter estreado na Stock Car, onde já estou com tudo praticamente definido para correr em 2014. Logo na primeira corrida estava disputando posições com o Cacá Bueno, com o Galid Osman, que são bons pilotos, e essa experiência me ajudou no Brasileiro de Turismo".

No entanto, brinca com o voltar a pilotar carros de fórmula: "Claro que se o Brasil precisar de alguém na Fórmula 1 e me pagarem, irei com muito prazer", brinca.

Até o final da temporada Casagrande ainda tem duas corridas. Na verdade, três, pois no dia 1º de dezembro disputa a última rodada dupla do Campeonato Brasileiro de Marcas, que acontecerá em Curitiba, e no dia 15 de dezembro, em Interlagos, é um dos que possuem chances matemáticas de conquistar o título do Campeonato Brasileiro de Turismo.

Aí Gabriel Casagrande verá de perto a agitação provocada pela concorrida Corrida do Milhão, que além de ser a maior premiação do esporte nacional, ainda define o campeão do Circuito Nova Schin Stock Car. Thiago Camilo, Daniel Serra, Ricardo Maurício e Cacá Bueno são os pilotos com possibilidades de levar o título de 2013. Quem sabe dentro de algum tempo não seja sua vez de lutar pela mais importante conquista do automobilismo brasileiro? É esperar para ver.

O Circuito Nova Schin Stock Car tem organização e realização da Vicar Promoções Desportivas, com supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). A Nova Schin é o patrocinador master da principal categoria do automobilismo brasileiro, dando nome ao campeonato e traz para as pistas a parceria com o Parada Pela Vida, projeto do Ministério das Cidades, que incentiva o consumo responsável de bebida alcoólica. O evento também tem o patrocínio da Pirelli, além do copatrocínio de Shell V-Power Etanol, Bosch, Mobil Super, Pioneer e o apoio da Transzero. As montadoras são Chevrolet e Peugeot.