Abbate aposta em evolução e Fogaça espera um pouco mais de sorte

Jovem dupla da Hot Car está animada para a disputa da quarta etapa da temporada na pista paranaense

Após um intervalo de um mês, o Circuito Schin Stock Car está de volta e pilotos e equipes da principal categoria do automobilismo nacional estarão reunidos neste final de semana (dias 30 e 31) no autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR), para a disputa da quarta etapa da temporada 2015. Na equipe Hot Car Competições, comandada por Amadeu Rodrigues, os jovens pilotos Raphael Abbate e Fábio Fogaça esperam brigar por pontos nas duas corridas, que têm suas largadas previstas para as 13h05 e 14h20 de domingo (ao vivo no SporTV).

A dupla está animada, principalmente porque já participou dos treinos coletivos na pista paranaense no início do ano e os carros mostraram boa performance no traçado de 3.695 metros, sete curvas para a direita, quatro para a esquerda e cinco retas, sendo a mais longa delas com 980 metros.

O estreante Abbate, de 23 anos, acredita em sua evolução na categoria e esperar brigar para andar mais à frente. Em Curitiba, o piloto já venceu duas vezes na Fórmula 3 e, no ano passado, foi terceiro em uma das corridas do Brasileiro de Turismo. "A expectativa é muito boa. Tivemos uma grande evolução no Velopark e, não fosse o toque que me prejudicou na primeira corrida, teríamos conseguido um bom resultado. Já tive a oportunidade de fazer dois treinos coletivos em Curitiba e, desde então, o carro evoluiu, eu evolui, já estou mais acostumado com o Stock, às corridas, o uso do push-to-pass, pit stops, etc, então estou bem otimista", conta o piloto do Stock Chevrolet #26.

O companheiro Fogaça também está animado, mas espera contar com uma melhor sorte em Curitiba. Na última etapa, no Velopark (RS), o piloto largou entre os Top-15, mas foi prejudicado por um acidente, que o tirou da disputa. "Venci minha primeira corrida, em Curitiba, na época da Stock Jr, então tenho boas lembranças do circuito. Apesar de não ser uma das minhas pistas favoritas, costumo ter sorte e é o que estou precisando realmente neste momento. Estamos competitivos, mas está faltando um pouco de sorte. Nas últimas corridas, aconteceram algumas situações atípicas, acidentes, mas estou feliz e sei que no momento em que tudo se encaixar vamos ter um resultado muito bom", acredita o piloto do Stock Chevrolet #72, representante de Sorocaba, no interior de São Paulo.

A boa expectativa dos pilotos também é compartilhada pelo chefe do time. "Tivemos um mês para trabalhar na revisão dos carros, passamos os dois no dinamômetro e estão super bons. No primeiro dia de treinos coletivos, no início do ano, tivemos um bom resultado lá em Curitiba e estou com uma expectativa boa para brigarmos para estar entre os Top-10", completa Amadeu Rodrigues.